Anúncios

quinta-feira, 31 de março de 2011

U2 se apresenta para 60 mil fãs na Argentina, em show pela turnê 360°

O U2 se apresentou na noite de quarta-feira (30) para 60 mil pessoas no Estádio Único da cidade de La Plata, à 62 km de Buenos Aires.
Depois de passar pelo Chile e antes de chegar ao Brasil, o U2 ainda apresenta mais dois shows na Argentina, pela turnê 360º Tour.

Durante o show, Bono mencionou Gustavo Cerati, ex-líder da banda Soda Stéreo, que está em coma após um derrame cerebral sofrido em maio do ano passado.
Bono confundiu os nomes das cidades e gritou "Gracias, Buenos Aires".
A confusão de Bono pode ser explicada. O show do U2 seria no estádio do River Plate, em Buenos Aires, mas o clube vetou. A apresentação, então, foi transferida para o Estádio Único de La Plata.
Bono também celebrou Carlos Tevez, atacante argentino do Manchester City
No setlist, o U2 iniciou o show com uma agitada sequência com as canções 'Even Better Than The Real Thing' e 'I Will Follow'.
Na parte acústica do show, Bono e Edge fizeram uma versão muito confusa de North Star. The Edge iniciou a canção na guitarra em um tom diferente, e Bono então cantou a canção neste tom para acompanhá-lo. Soou estranha, e depois do refrão, The Edge parece ter se enrolado na melodia, e Bono se perdeu todo na letra e no tom que deveria cantar a música. Depois de toda essa confusão de ambos, Edge acertou a melodia e Bono cantou do jeito correto até o final da performance

Bono ainda brincou: "is that a key change? Very professional, The Edge!"
O set ainda teve os clássicos da banda como 'One', 'Sunday Bloody Sunday', 'Mysterious Ways', "I Still Haven't Found What I'm Looking For" e também algumas canções do último álbum 'No Line On The Horizon', lançado em 2009.

Uma fã foi convidada por Bono para ficar na passarela com ele durante 'In A Little While'.

Paola Rinaldi, a Rosa do videoclipe de 'All I Want Is You'

O videoclipe de All I Want Is You, filmado em 1989 em Roma, conta a estória de um anão (interpretado por Paolo Risi) que se apaixona por uma trapezista (interpretada por Paola Rinaldi).
O vídeo é uma homenagem a Fellini, que, sincronicamente, estava filmando seu último filme, "La Luna Della Voce", há apenas alguns quilômetros de distância do set de filmagem do U2; e também, ao filme de Tod Browning, "Freaks", de 1932.

Paola Rinaldi é uma atriz italiana, nascida em 1960.

Estreou na TV em 1979, ao lado de Gianni Boncompagni em "Discoring". Estudou cenografia no laboratório de Gigi Proietti, iniciando sua carreira de atriz de teatro.

Foi a protagonista de Hamlet, por Gabriele Lavia, onde desempenhou o papel de Ofélia. Ela ocupou vários outros cargos na companhia de Parenti, Carraro, Sbragia, Cecchi, e muito mais.


Também participou de vários filmes, em papéis principais, entre eles um filme de terror gravado em Budapeste e distribuído para o mundo todo.
Em abril de 1989, ela interpretou a trapezista de nome Rosa no videoclipe 'All I Want Is You', do U2, dirigido por Meiert Avis e filmado na costa Sul de Lácio, onde sua participação no clipe e o desfecho para o mesmo é debatido até hoje pelos fãs da banda.


De 1997 a 2001 fez parte do elenco de uma novela, e em 2002 escreveu um livro. Em 2005, participou de uma minissérie. Também é dubladora e atriz de rádio.

'Even Better Than The Real Thing' abre um show do U2 pela primeira vez na história

O U2 realizou na noite de ontem seu primeiro concerto de três, na cidade argentina de La Plata, pela turnê 360°. Todos os cinco shows anteriores na Argentina tinham sido realizados em Buenos Aires.
A banda estava inspirada e tinham reservado uma grande surpresa para os fãs, e não demoraram nada para revelarem ao público o que seria: abriram o show com uma nova versão ao vivo da canção 'Even Better Than The Real Thing', tocada pela primeira vez nesta turnê.
A versão tocada no show tem sua introdução remixada, onde The Edge toca logo de cara o solo onde na versão original só aparece quase no fim da música. Sua performance é mesclada com uma pré gravação da voz original de Bono na canção cantando 'take me higher', ao mesmo tempo que Larry executa ao vivo a sua clássica intro de bateria, e Adam dá suporte no baixo.
Canção do álbum 'Achtung Baby' de 1991, ela tinha sido ensaiada antes dos shows de estreia da turnê em Barcelona, em Junho de 2009, mas ainda não tinham sido incluída em um setlist desta turnê. A última vez que o U2 tinha colocado ela em um setlist tinha sido na Elevation Tour em um show em Boston no dia 09 de junho de 2001.
Foi também a primeira vez na história da banda que eles utilizaram 'Even Better Than The Real Thing' para a abertura de um show.

Não há dúvidas que a abertura ficou muito melhor com esta canção, e com Beautiful Day sendo adiantada no setlist.
Outra decisão tomada pelo U2 que agradou e muito os fãs foi a volta da introdução no sistema de som da canção Space Oddity, de David Bowie, que tanto deu certo nos shows de 2009/2010.
A abertura com a canção do Elbow, 'One Day Like This' e o remix de 'Get On Your Boots' combinaram com os shows da África Do Sul, mas ficaram sem sentido no show do Chile, realizado dias atrás.
O U2 também manteve a versão de 'Where The Streets Have No Name' com a pequena introdução de 'Mothers Of The Disappeared'.
A performance de 'One' teve a presença no palco das Madres de la Plaza de Mayo.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Bono e The Edge dançam tango juntos na Argentina

Desde que chegaram a Buenos Aires, Bono e The Edge têm passeado pela capital argentina em seu tempo livre antes do primeiro dos três shows que farão na cidade, que acontecerão no Estadio Único de La Plata.
A versão argentina da revista Hola! traz em sua capa uma foto do vocalista do U2 improvisando passos de tango com uma dançarina. A reportagem destaca que, depois de descansarem durante o dia no hotel em que estão hospedados, na noite de sábado, os integrantes do grupo, o empresário e alguns membros do staff saíram para jantar em um restaurante. Bono emendou e foi a um pub em Palermo Hollywood e, depois, a uma discoteca, sempre acompanhado por seus seguranças.
A revista também conta que, no domingo, Bono e The Edge, junto a suas mulheres - Ali e Morleigh, respectivamente - foram a um espetáculo de tango.
As risadas começaram a surgir quando os dois companheiros de banda dançaram tango juntos. Quem também estava presente no restaurante foi o ator John Cusack e o ministro de Energia do governo de Michelle Bachelet, Marcelo Tokman.


Site: Jornal Do Brasil

Bono se encontra com a Presidente da Argentina, Cristina Kirchner

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, adora receber celebridades internacionais na Casa Rosada. Esta semana foi a vez de Bono, líder do U2, que chegou ao país para realizar três shows na cidade de La Plata, capital da província de Buenos Aires. Por coincidência, a presidente argentina nasceu e criou-se em La Plata.
Durante o encontro, que durou mais de uma hora, Cristina e Bono conversaram sobre a situação econômica mundial. Segundo informações publicadas pela imprensa local, o cantor do U2 pediu a presidente argentina que no próximo encontro do G-20 o país apresente uma proposta sobre a situação financeira das grandes empresas globais. Bono pretende que as companhias divulguem ao mundo todos seus números, com total transparência. Cristina, já em campanha eleitoral embora ainda não tenha confirmado sua decisão de disputar um terceiro mandato para a família Kirchner em outubro, prometeu ajudar.
Esta foi a segunda visita de Bono ao palácio de governo argentino. A primeira foi em 2006, quando o governo estava em mãos do ex-presidente Néstor Kirchner.

Fonte: O Globo

All I Want Is You - Tradução

Faixa do álbum 'Rattle And Hum', de 1988
You say you want
Você diz que quer

Diamonds on a ring of gold
Diamantes em um anel de ouro

You say you want
Você diz que quer

Your story to remain untold
Que sua história permaneça não contada

But all the promises we make
Mas todas as promessas que fizemos

From the cradle to the grave
Do berço à sepultura

When all I want is you
Quando tudo que eu quero é você

You say you'll give me
Você diz que vai me dar

A highway with no one on it
Uma estrada com ninguém nela

Treasure just to look upon it
Tesouro, apenas para olhar sobre ele

All the riches in the night
Todas as riquezas na noite

You say you'll give me
Você disse que vai me dar

Eyes in a moon of blindness
Olhos em uma lua de cegueira

A river in a time of dryness
Um rio em um tempo de seca

A harbour in the tempest
Um abrigo na tempestade


But all the promises we make
Mas todas as promessas que fizemos

From the cradle to the grave
Do berço à sepultura

When all I want is you
Quando tudo que eu quero é você


You say you want
Você diz que quer

Your love to work out right
Seu amor para dar certo

To last with me through the night
Para durar comigo pela noite

You say you want
Você diz que quer

Diamonds on a ring of gold
Diamantes em um anel de ouro

Your story to remain untold
Que sua história permaneça não contada

Your love not to grow cold
Que seu amor não cresça frio

All the promises we break
Todas as promessas que quebramos

From the cradle to the grave
Do berço à sepultura

When all I want is you
Quando tudo que eu quero é você.

You...all I want is...
Você... tudo que eu quero é...

You...all I want is...
Você... tudo que eu quero é...

You...all I want is...
Você... tudo que eu quero é...

You...
Você...

There's no reason to get excited?

"All Along the Watchtower" é uma canção escrita e gravada pelo cantor e compositor americano Bob Dylan.
A canção, que foi incluída na maioria das maiores coletâneas de sucessos de Dylan, inicialmente apareceu em seu álbum de 1967 'John Wesley Harding'. Nos últimos 35 anos, ela já se esteve em seus setlists mais do que qualquer de suas outras canções.
Regravada e tocada por vários artistas em vários gêneros, "All Along the Watchtower" é fortemente identificada com a versão que Jimi Hendrix gravou para 'Electric Ladyland' com o Jimi Hendrix Experience. A versão de Hendrix, lançada seis meses após a gravação original de Bob Dylan, tornou-se um TOP 10 só em 1968 e foi classificada em 48° na revista 'Rolling Stone's 500 Greatest Songs of All Time'.

A música foi escrita após o acidente de moto de Dylan no verão de 1966. Sua recuperação do acidente, que ocorreu perto de sua casa em Woodstock, Nova York, habilitou Dylan para fugir dos excessos das turnês e fazer uma dramática reviravolta em sua vida. Com uma criança nascida no início de 1966 e outra em meados de 1967, estabeleceu-se na vida familiar e até mesmo teve um interesse crescente na Bíblia, como refletido em alusões bíblicas do álbum, em canções como "All Along the Watchtower".
Dylan gravou a canção em 05 de novembro de 1967, no Columbia Studio A, em Nashville, Tennessee. Acompanhando Dylan, que toca violão e gaita, foram chamados dois veteranos de Nashville, Charlie McCoy no baixo e na bateria Buttrey Kenneth. O produtor foi Bob Johnston, que produziu dois álbuns anteriores de Dylan.
A versão final de "All Along the Watchtower" é resultado de dois takes diferentes, durante a segunda das três sessões de 'John Wesley Harding'. A sessão foi aberta com cinco takes da música, o terceiro e o quinto foram mesclados para criar a faixa do álbum. A canção é um trabalho sombrio e esparso que contrasta fortemente com as gravações anteriores de Dylan, em meados dos anos 60.
Vários críticos têm apontado que a letra de "All Along the Watchtower" ecoa linhas no 'Livro de Isaías', capítulo 21, versículos 5-9:

'Prepare the table, watch in the watchtower, eat, drink: arise ye princes, and prepare the shield./For thus hath the Lord said unto me, Go set a watchman, let him declare what he seeth./And he saw a chariot with a couple of horsemen, a chariot of asses, and a chariot of camels; and he hearkened diligently with much heed./...And, behold, here cometh a chariot of men, with a couple of horsemen. And he answered and said, Babylon is fallen, is fallen, and all the graven images of her gods he hath broken unto the ground'

O U2 tocou pela primeira vez um cover de "All Along the Watchtower" durante a sua 'Boy Tour' em 1981. Anos mais tarde, durante a Joshua Tree Tour, em 1987, revisitaram esta cover pela segunda vez, em São Francisco, Califórnia, com um verso adicional criado por Bono:

All I got is a red guitar
Three chords
And the truth
All I got is a red guitar
The rest is up to you


Esta performance foi incluída como uma cena no filme do U2, 'Rattle and Hum', e também apareceu no álbum de mesmo nome. A apresentação foi de improviso, com a banda aprendendo no trailer onde estavam, os acordes e letras da música a poucos minutos de subir ao palco, e como resultado, houve problemas na edição da trilha sonora.
A música foi tocada em muitas apresentações do U2.
Uma performance do U2 da canção na turnê 'Lovetown' em 1989, foi editada e lançada como um videoclipe.

'Killing Bono' teve pré-estreia em Londres

O filme recém-lançado "Killing Bono" é uma homenagem tragicômica aos inúmeros fracassos do rock'n'roll, contando a história verídica de dois irmãos que começaram como amigos e rivais do U2 mas acabaram na lata de lixo da história musical.
O filme, que teve uma sessão de gala em Londres na segunda-feira e chegará aos cinemas na sexta, é baseado no livro de memórias de Neil McCormick, com o mesmo título, mas seus criadores tomaram liberdades consideráveis com o livro original.
Diferentemente do que mostra o filme, por exemplo, McCormick nunca chegou a apontar uma arma para seu amigo de escola e também inimigo Bono, embora boa parte de sua juventude tenha sido consumida com uma obsessão pouco saudável com o sucesso estrondoso do U2 e seu próprio fracasso como cantor.
"O roteiro tomou todas as liberdades que quis com o livro", disse McCormick, crítico de rock do jornal Daily Telegraph, falando com a Reuters. "O início é bastante semelhante ao início do meu livro, mas depois o filme se lança em sua versão própria, numa espécie de universo paralelo."
Outra história fictícia do filme, dirigido por Nick Hamm, é a de que Neil teria ocultado o fato de que o U2 tinha pedido a seu irmão Ivan, colega de banda de Neil, para entrar para a banda (U2), o que Neil teria feito por sentir certeza de que seu próprio grupo, Shook Up!, acabaria por superar a banda rival.
McCormick disse que é menos dogmático que seu personagem no filme, mas que o ator Ben Barnes -- conhecido principalmente pelo papel principal que representa em "Príncipe Caspian", da série Crônicas de Nárnia -- capta algumas características chaves que contribuíram para seu fracasso como músico.
"Nos anos 1980, cantei vitória antes da hora, e no fim não houve vitória alguma", disse McCormick.
"Meti os pés pelas mãos. Cometemos muitos erros, e eu era movido pelo tipo de ambição que conduz a erros."
De acordo com o filme, um desses erros foi rejeitar a ajuda oferecida por Bono nos primórdios do U2 e acreditar demais em executivos musicais desonestos.
Além de tratar de falhas pessoais e fracasso profissionais, "Killing Bono", segundo McCormick, tem um recado mais amplo a transmitir.
"Na realidade, o livro mostra como é difícil atuar no ramo da música", explicou. "A diferença entre nós e o U2 foi de mais ou menos 10 por cento, e esse 10 por cento foi a sorte."
Membros do U2 assistiram ao filme e, embora não tenham confirmado sua precisão, uma fonte próxima da banda disse que os membros do grupo gostaram da comédia e apreciaram o retrato que ela faz de seus primórdios em Dublin nos anos 1970.

Fonte: Estadão

A trilha sonora do filme foi lançada em 28/03, no Reino Unido e EUA, em CD e para download digital.

terça-feira, 29 de março de 2011

So Close: próxima parada.......

...... Argentina!

Dias 30 de Março, 2 e 3 de Abril.

Estadio Único de La Plata - Tolosa, Buenos Aires

Bono diz que U2 é uma banda de comediantes que fazem rock

O vocalista do U2, Bono, afirmou que os membros da banda se sentem comediantes que tomaram a rota do rock. Nesta quarta-feira (30), o grupo fará o primeiro de seus três shows na Argentina pela turnê 360°.
"Estou com ciúmes porque os comediantes tomaram o antigo papel dos roqueiros: dizem as coisas que ninguém dizia", declarou Bono, durante um almoço da banda com jornalistas. Ele e o guitarrista The Edge afirmaram que a banda tem "muita química" com a Argentina, onde já tocaram em três ocasiões.
O U2 confirmou que representantes das Mães da Praça de Maio subirão ao palco do show desta quarta, no Estádio Único da cidade de La Plata, a 60 km da capital argentina.
Os músicos afirmaram que só estão juntos há 35 anos porque são amigos. "Nossa relação é muito consistente. Éramos amigos antes de a banda se tornar profissional e, após isso, o U2 se sustentou através dos anos, graças à amizade, que é nossa arma secreta", disse The Edge. "O que é revolucionário agora não é o mesmo que quando nós começamos. Acho que nossa banda chegou com um primeiro álbum que era uma ode à inocência", declarou Bono.
Bono sustentou que o pior de ser uma estrela de rock é "viver fechado e julgar um lugar pela qualidade" do serviço de quartos dos hotéis. "Com a Argentina temos química. Nós nos apaixonamos por este país por sua beleza", revelou.
Centenas de fãs acampam nos arredores do estádio onde o U2 tocará, enquanto milhares de pessoas trabalham para deixar tudo pronto para o show de quarta-feira, no qual são esperadas 70 mil pessoas.

Do site: Terra

Bono no álbum 'Operación Triunfo 2006: Adelante'

Operación Triunfo 2006: Adelante, é o primeiro álbum da 5° geração do Operación Triunfo no programa Telecinco da TV espanhola .
O álbum foi produzido pelo diretor da academia Kike Santander e conta com a colaboração de Bono, La Guardia, López Rosa, David Bisbal, Diego Torres, Pasión Vega e Sergio Rivero.
A faixa 3 com Moritz, Daniel e Operación Triunfo 2006 cantando '46664 (Long Walk To Freedom)', traz um sampler do vocal de Bono.

46664 foi o número dado à Nelson Mandela durante os 18 anos que ficou preso no Presídio Robben Island em Cape Town (Cidade do Cabo - Africa do Sul). Mandela disse em Novembro de 2002 o número 46664 para Dave Stewart ( Ex- Eurythmics), que pediu ao Joe Strummer ( Ex-Clash - que faleceu anos atrás) para escrever uma letra com este número. Depois o próprio Dave se juntou a Bono para finalizar esta música e iniciarem uma serie de parcerias para esta campanha.

Revista Bizz - Edição De Colecionador # U2: a vida, a obra, a militância

A revista Bizz é uma publicação da Editora Abril, de grande destaque nas décadas de 1980 e 1990.
A revista brasileira de música e cultura pop Bizz, inspirada em publicações estrangeiras como Rolling Stone, Smash Hits e New Musical Express, nasceu em 1985 e foi cancelada no ano 2001, retornando às bancas quatro anos depois, para encerrar suas atividades novamente em 2007, após o surgimento da versão brasileira da Rolling Stone.
Agora a revista Bizz vem lançando edições comemorativas especiais. Depois de John Lennon, Michael Jackson e Elvis Presley; agora em março de 2011 foi a vez do U2 estampar a capa na edição 4 dos especiais.


São 100 páginas dedicadas à vida, à obra e à militância da maior banda de rock do planeta, com centenas de fotos em alta definição, curiosidades, frases, um especial sobra a Irlanda, a discografia do U2 e detalhes sobre a atual turnê da banda 360°; que aterrisa no Brasil em alguns dias. Traz também uma atualização das informações sobre o espetáculo da Broadway 'SpiderMan: Turn Off The Dark'.
A revista traz alguns pequenos erros (como em nomes de canções), mas nada que tire o brilho desta edição.

Esta edição de colecionador da Bizz ainda traz na parte 'Documento', uma reedição da matéria 'Fogo E Paixão', editada originalmente na revista Bizz que o U2 foi capa no ano de 1988.

O valor de capa desta edição de colecionador da revista é de R$19,95.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Julie e John

A canção 'I Fall Down', lançada pelo U2 no álbum de 1981, October; traz dois personagens na estória: Julie e John.
O livro 'Into The Heart: The Stories Behind Every Song', de Niall Stokes, traz mais detalhes sobre isso:


Julie says
John I'm getting nowhere


Bono: “Uma coisa realmente hilária aconteceu durante a turnê October na América. Nós estávamos tocando no Ritz em New York e uma menina escorregou no palco. Foi no final do set e eu costumava fazer essa coisa de dançar com alguém da platéia. Então nós estávamos dançando e ela disse: ‘Sou eu. É a Julie’. E eu disse: ‘Oh, maravilha. É um prazer conhecê-la’. Eu a encontrei mais tarde. Ela é filha de um rico advogado em Nova York, o tipo que rodou e acabou voltando aqui para a Irlanda e se envolveu no grupo Shalom. Ela tinha terminado um relacionamento com Pod, que estava no nosso grupo da estrada, no momento.”


Julie say something
Julie say you're sorry


Gavin Friday: “Eu acho que John em ‘I Fall Down’ era na verdade Pod, que era originalmente o baterista com o Virgin Prunes”. Ele era um Cristão assíduo. Chegou à um ponto onde Pod não podia falar comigo porque eu era um pagão. Um ateu. Houve um período de quase um ano e meio quando eu,Guggi e Bono não nos olhávamos olho no olho por diversas razões. Pessoas costumavam correr quando me viam e eu dizia: ‘Eu não estou sacrificando animais no palco’. E então Pod deixou o Prunes e foi trabalhar com o U2 em sua turnê americana, como roadie principal.
Após deixar o Prunes, Pod se apaixonou por Julie, que também é mencionada na canção. Eu acho que Pod era quase como um mestre de oração religiosa do grupo. E então quando ele se juntou à Julie, ela tornou-se um outro líder do grupo Shalom, assim como Pod.


Julie wake up
Julie tell the story


Bono não confirma que a Julie da canção é a mesma Julie que ele conheceu, e declarou sobre a possível criação desta personagem: "Não havia ninguém em quem eu poderia pensar. Eu não tenho uma posição sobre de onde veio a ideia para a canção".

domingo, 27 de março de 2011

O trecho instrumental de 'Mothers Of The Disappeared', em show do U2 no Chile pela turnê 360º

No show do U2 em Santiago do Chile pela turnê 360º, a banda não tocou o trecho de Amazing Grace antes de 'Where The Streets Have No Name', como vinha acontecendo nos shows da turnê.
Desta vez, Bono tocou instrumentalmente na sua guitarra um trecho da canção 'Mothers Of The Disappeared', e 'Where The Streets Have No Name' veio na sequência.
O Estádio Nacional também foi usado como campo de concentração pela ditadura, daí esta inclusão da versão instrumental de 'Mothers Of The Disappeared'. Em 'Streets', Bono fez uma citação de 'All You Need Is Love', dos Beatles.
O setlist incluiu também a canção 'One Tree Hill', que menciona o cantor, ativista e poeta Victor Jará, morto logo após o golpe de estado de setembro de 1973 no Estádio Chile.
Outros momentos politicos foram 'Sunday Bloody Sunday', com “Líbia, você pode nos ouvir?", e 'Walk On', dedicada à ativista de Mianmar (ex-Birmânia) Aung San Suu Kyi. “Este belo espírito saiu, está livre e ela pediu para agradecer aos fãs do U2, à Anistia Internacional e a todas as pessoas que fizeram campanha por ela – rejubilem-se. Mas a junta militar a colocou em prisão domiciliar e ainda mantem ativistas presos. Birmânia, você pode nos ouvir?”, disse Bono.
Na introdução de 'Moment Of Surrender', última canção do show, Bono pediu que o povo chileno orasse pelo povo japonês.

Sessão Especial


Lançado em 2008 e relançado em sessões especiais agora em 2011, o longa U23D é um musical exibido exclusivamente com a tecnologia 3D digital, que tem como objetivo levar ao espectador a experiência em três dimensões de estar no show e de toda a concepção multimídia da banda irlandesa.

Victor Jara lembrado na canção 'One Tree Hill'

No ano de 1987, o U2 lançou a canção 'One Tree Hill' no álbum The Joshua Tree. A letra traz um trecho: "And in the world a heart of darkness, a fire zone. Where poets speak their heart, then bleed for it. Jara sang, his song a weapon in the hands of love. You know his blood still cries from the ground"
Jara na canção é Víctor Lidio Jara Martínez; um professor, diretor de teatro, poeta, cantor, compositor, músico e ativista político chileno.
Nascido numa família de camponeses, Jara se tornou um reconhecido diretor de teatro, dedicando-se ao desenvolvimento da arte no país, dirigindo uma vasta gama de obras locais, assim como clássicos da cena mundial. Simultaneamente, desenvolveu uma carreira no campo da música, desempenhando um papel central entre os artistas neo-folclóricos que estabeleceram o movimento da Nueva Canción Chilena, que gerou uma revolução na música popular de seu país durante o governo de Salvador Allende. Também era professor, tendo lecionado Jornalismo na Universidade do Chile.

Logo após o golpe militar de 11 de setembro de 1973, Jara foi preso, torturado e fuzilado. Seu corpo foi abandonado na rua de uma favela de Santiago.
Bono então escreveu em 'One Tree Hill': 'E no mundo, um coração em trevas, uma zona de fogo. Onde os poetas falam de seus corações e então sangram por isso. Jara cantou, a canção dele é uma arma nas mãos do amor. Você sabe que o sangue dele ainda chora do chão".

sábado, 26 de março de 2011

No Chile, U2 mostra as garras e envolve 70 mil pessoas no Estádio Nacional com rock

"Bono, você é do povo, você é nosso" foram as primeiras palavras que o líder e vocalista do U2, Bono, recebeu quando chegou à Santiago, no Chile, na quinta-feira (24). E na noite da última sexta-feira (25) isso ficou ainda mais evidente quando às 21h40, a estrela do rock e sua banda apareceram pela terceira vez na sua história no Estádio Nacional, para a alegria dos cerca de 70 mil fãs em êxtase que esperaram em longas filas desde o dia anterior para conseguir um bom lugar na plateia.
O cenário circular, principal marca da turnê 360°,fez sua estreia na América do Sul e se tornou assim o lugar ideal para a performance de clássicos como Beautiful Day, que abriu o show, I Will Follow, Mysterious Way, Elevation, One e Where the Streets Have no Name. Um repertório generoso para os fãs da banda irlandesa.

Como de costume, durante o show, Bono soltou frases de clara conotação política e humanitária, mensagens que contaram ainda com o apoio de imagens exibidas no telão acima do palco.
Houve vários momentos especiais, como quando o vocalista convidou a cantora chilena Francisca Valenzuela para a apresentação de One Tree Hill.

Bono também chamou uma moça da plateia para acompanhá-lo na música 'In A Little While'.
Desta forma, ficou mais uma vez comprovado que Bono é um líder nato e que exerce o papel de capitão da banda, que conta com Larry Mullen na bateria, Adam Clayton no baixo e The Edge na guitarra. Todos, é claro, acompanhantes perfeitos para uma noite em que não faltou nada: enorme técnica visual e musical e humildade do próprio grupo, que após mais de 30 anos de carreira permanecem originais. A noite foi única.
Por volta de 0h, o U2 se despediu pela terceira vez do Chile, colocando as coisas de volta no lugar e mostrando porque são definidos como a melhor banda do planeta.

O show dos irlandeses foi precedido pela apresentação da banda Muse e os britânicos fizeram valer a confiança que o U2 depositou neles.

Complementando: O U2 fez uma péssima escolha ao retirar do início do espetáculo, a canção 'Space Oddity' de David Bowie, para colocar a canção 'One Day Like This', do Elbow.
Tudo levava à crer que 'Return Of The Stingray Guitar' voltaria ao setlist, já que eles ensaiaram ela um dia antes. Mas deixaram de lado.
Assim como nos shows da África Do Sul, entraram no palco ao som de Get On Your Boots, mas desta vez o remix com o Soweto Gospel Choir foi meclado com Gracias A La Vida, cantada por Francisca Valenzuela.
One Tree Hill foi tocada pela primeira vez na América Do Sul, e Bono à apresentou como uma música sobre "o amor da vida e o medo de perdê-la".
No final, ele citou Victor Jara, o chileno da letra, motivo pelo qual a banda escolheu a canção para o set do show no Chile.
A banda não utilizou 'Amazing Grace' como introdução para 'Where The Streets Have No Name'. Resolveram executar um trecho de 'Mothers Of The Disappeared' como introdução.


Fonte: Terra - U2 GIGS

sexta-feira, 25 de março de 2011

Álbum digital 'Songs For Japan' traz canção do U2

A Universal Music convocou vários artistas para participarem de um álbum digital, em prol das vítimas da tragédia no Japão.
Com 38 faixas, o álbum foi disponibilizado para venda no Itunes, pelo preço de $9,99 dólares.
Ao contrário do que se foi comentado, não é um álbum de canções inéditas, pois foi uma coletânea feita às pressas.
O U2 contribui com a faixa 'Walk On (Radio Edit)', lançada anteriormente em single.
Além de U2, o álbum traz faixas de artistas como John Lennon, Red Hot Chili Peppers, Foo Fighters, Madonna, Bruce Springsteen, REM; entre outros.
Toda a renda da venda do álbum será revertida na ajuda às vítimas que sobreviveram aos terremotos e tsunamis que abalaram o Japão neste mês de março de 2011.

Clique aqui para acessar a página do álbum no Itunes: http://itunes.apple.com/us/album/songs-for-japan/id428401715

A ideia do U2 para o título da canção 'Ultraviolet (Light My Way)'

"Quantos membros do U2 são necessários para mudar uma lâmpada? Apenas um: Bono segura a lâmpada enquanto o mundo gira ao redor dele."
Berlim, 1990: O U2 podia caminhar para lá e para cá entre o Leste e o Oeste, eles se deram conta que a sensação de que Berlim Ocidental era iluminada não era uma ilusão. As luzes eram literalmente mais brilhantes. As lâmpadas de rua do Leste eram de um sem graça amarelo sujo. As do Oeste eram douradas e brancas, e tinham maior número de watts. O Oeste tinha melhores geradores. Bono foi especialmente afetado pelo brilho das luzes ultravioleta das janelas dos prédios Orientais tão juntos uns aos outros que deixavam passar pouca luz solar. Bono associou o brilho púrpura das luzes UV com clubes noturnos e raves, mas para os alemães do Leste ele representava uma tentativa de fazer florescer flores nas sombras.


U2 At The End of the World - Bill Flanagan

quinta-feira, 24 de março de 2011

U2 realizou passagem de som no Chile, para o show da turnê 360º

Na madrugada desta quinta-feira (24) e em completo sigilo, os membros da banda irlandesa U2 chegaram ao Chile, onde iniciam nesta sexta-feira (25), no Estádio Nacional, a turnê latino-americana 360º. The Edge foi o único que não chegou com o restante do grupo, pois já havia se instalado há alguns dias em Santiago, capital do país.
Enquanto na quarta (23) surgiram boatos de que a banda já estaria no país passando o som, mas a produtora confirmou que a passagem de som seria nesta quinta por volta das 16h (horário de Brasília).
Segundo o Terra Chile, já existem fãs acampados na frente do estádio onde será realizado o show, apesar de os portões só abrirem na tarde de sexta.

Nesta passagem de som, a banda tocou: City Of Blinding Lights (com a introdução Fez/Zooropa), I Still Haven't Found What I'm Looking For, Hold Me Thrill Me Kiss Me Kill Me, Beautiful Day, Miss Sarajevo, I Will Follow, Magnificent, Mysterious Ways, Moment Of Surrender e One Tree Hill.
Em entrevista à imprensa local, o diretor de produção da turnê, Jake Berry, afirmou que Bono e companhia pediram informações sobre fatos recentes da história chilena, como o resgate dos mineiros de San José e o terremoto de fevereiro do ano passado.

Detalhes sobre a Semana U2 na Globo News

Às vésperas dos shows da turnê mundial do U2 em São Paulo, a Globo News exibe uma série de quatro programas especiais sobre a banda irlandesa. Os especiais vão ao ar a partir do dia 2 de abril. Batizada de U2 360º Tour, a turnê já foi vista por cerca de 4,5 milhões de fãs desde 2009.
Abrindo a semana especial U2, o Almanaque traz a história de fãs apaixonados, que contam tudo sobre o fascínio pela banda. Luciano Menezes, músico que há 16 anos é um dos principais covers do grupo em São Paulo, fala sobre a cobrança dos fãs e da sua dedicação para que as apresentações sejam as mais fiéis possíveis. O programa será exibido na madrugada de sábado (dia 2).
Na terça-feira, dia 5, a partir das 23h30, o programa Starte mostra os investimentos do U2 em aparatos tecnológicos de última geração. Além de famosa por seus grandes espetáculos, com muitos efeitos especiais, o U2 sempre foi considerado uma banda de vanguarda.
No dia seguinte, o Arquivo N mostra a história do grupo, que foi formado em 1976, em Dublin, na Irlanda. Os meninos Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr. se tornaram ídolos do rock pop mundial. Seus shows lotam, até hoje, estádios no mundo inteiro e a banda é uma das que mais fatura no mundo, com cerca de 150 milhões de discos já vendidos.
Para fechar a série especial, o Globo News Documento mergulha no engajamento político da banda, com suas letras politizadas, concertos beneficentes, apresentações em países com conflitos humanitários e ativa participação em causas políticas e humanitárias.
Um crítico de música é recebido no programa para falar sobre as letras de protesto e sobre a postura política de Bono, líder do grupo, e de seus companheiros. O programa será exibido na sexta-feira, dia 8, às 19h05.

Em homenagem aos mineiros do Chile, U2 pode tocar pela primeira vez ao vivo, a canção 'Red Hill Mining Town'

Em 5 de agosto de 2010, um desmoronamento na mina de San José, no deserto do Atacama, no Chile, deixou 33 operários presos em uma galeria a 700 metros de profundidade. Após 17 dias de sondagens, as equipes de resgate conseguiram contato com o grupo. Deu-se então início a uma cuidadosa operação de salvamento, inicialmente prevista para durar até quatro meses. Em 13 de outubro, após 69 dias de confinamento, todos os 33 mineiros foram resgatados.

Em 1987, o U2 lançou uma canção chamada 'Red Hill Mining Town', que foi inspirada em uma greve dos mineiros de carvão na Inglaterra, três anos antes, quando a primeira-ministra Margaret Thatcher anunciou o fechamento de dezenas de projetos de pequeno porte, de altos custos e pequena produção. Bono decidiu retratar essa confusão na canção.

Amanhã, o U2 inicia no Chile a parte sul americana da turnê '360°'; e pela primeira vez a canção pode ser tocada ao vivo desde o seu lançamento.
As primeiras informações (não confirmadas) que chegam do Chile, dão conta que o U2 ensaiou nesta tarde em Santiago algumas canções, e 'Red Hill Mining Town' teve um pequeno trecho tocado.

O fim de uma era: Mercury Records pára produção de singles

A Mercury Records deixará de produzir singles, com exceção de "ocasiões raras", e irá agora depender quase inteiramente de downloads.
A gravadora, que é o lar do U2 e Arcade Fire, eliminou de seu cronograma o lançamento de singles em versões CD e vinil, sinalizando o fim de uma era para os fãs de música.
Por ter perdido muito dinheiro com singles durante todo o ano passado, a empresa só vai criar versões físicas quando isto for garantia de lucro.
Donos de gravadoras deixaram de fazer alinhamentos de versões de singles físicos, com efeito imediato, a menos que haja uma "circunstância excepcional".
Ironicamente, a Mercury é a casa de Sir Elton John, cujo 'Candle in the Wind 97' ainda é o single mais vendido de todos os tempos no Reino Unido. E Sir Paul McCartney, que tocava e possui um dos singles mais valiosos do mundo, uma prensagem única de 'That'll Be the Day', de sua banda pré-Beatles 'The QuarryMen', teve seu mais recente álbum ao vivo lançado pela Mercury.
As vendas físicas representam uma proporção cada vez menor no gráfico, geralmente bem abaixo de 1 por cento.
O U2 lançou pela Mercury Records os singles de The Saints Are Coming, Window In The Skies, Get On Your Boots, Magnificent e I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight.

Aproveitando a vinda do U2 ao Brasil, livro 'Pedro E O Lobo' é relançado

O menino Pedro gritava lobo a todo momento, mesmo não havendo ameaça. Quando realmente os animais surgiram, ninguém acreditou na tentativa do garoto de avisar sobre o perigo.
A história de "Pedro e o Lobo" é muito famosa e utilizada como forma de ensino para que as crianças não mintam. O conto ganhou diversas versões na literatura, no cinema e no teatro.
Até mesmo Bono, líder e vocalista da banda irlandesa U2, a utilizou para seu livro. O cantor não alterou o texto, mas ilustrou cada cena da história com a ajuda de suas filhas Eve e Jordan. As meninas fizeram flores ao redor das ilustrações.
Pedro torna-se um pequeno punk, um auto-retrato de Bono, que diz ter cabeça de feijão quando era criança. O avô do menino é uma representação de seu pai, que serviu de inspiração para o livro.
Em 2001, Robert Hewson morreu de câncer. Bono não cancelou nenhum show de sua turnê, mas sempre que podia voava até a Irlanda para visitá-lo no hospital. "Pedro e o Lobo" foi a forma que o cantor encontrou para agradecer à equipe do hospital que tratou de seu pai.
O U2 se apresentará no próximo no mês no Brasil com a turnê 360º e, no próximo final de semana, o show de Vertigo voltará aos cinemas com o registro "U23D".


Pedro e o Lobo
Autor: Sergei Prokofiev
Ilustrações: Bono
Editora: Conrad
Páginas: 64
Quanto: R$ 35,00
Onde comprar: Pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...