PARA VOCÊ ENCONTRAR O QUE ESTÁ PROCURANDO

quinta-feira, 19 de abril de 2018

U2 faz segundo ensaio completo para a estreia da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018


O site U2 Songs (antigo U2 Wanderer) atualiza as informações sobre os ensaios do U2 no Canadá, na Arena Place Bell em Laval, Quebec, para a eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018.
A banda ensaiou extensivamente "Desire" com elementos da versão "Hollywood Remix", e passaram bastante pela transição "The Ocean" / "Iris (Hold Me Close)".
Depois de uma pausa, o U2 realizou o segundo ensaio longo completo, o que pode ter sido uma possível execução de uma ordem para o show. Essa sequência começou com duas músicas pré-gravadas, uma desconhecida (mas que parece ter o vocal de Bono), e depois "Love Is All We Have Left" como canção de abertura para a banda entrar no palco. A sequência deste ensaio longo foi:

Uma canção desconhecida, que parece ter o vocal de Bono (Intro Music)

"Love Is All We Have Left" (pré gravada)

"The Blackout"

"Lights Of Home"

"Beautiful Day"

"I Will Follow"

"The Ocean"

"Iris (Hold Me Close)"

"Song For Someone"

"Sunday Bloody Sunday"

"Raised By Wolves"

"Until The End Of The World"

"Hold Me, Thrill Me, Kiss Me, Kill Me"

"Elevation"

"Staring At The Sun"

"Pride (In The Name Of Love)"

"Get Out Of Your Own Way"

"American Soul"

"City Of Blinding Lights"

"One"

"Love Is Bigger Than Anything In Its Way"

"13 (There Is A Light)"

quarta-feira, 18 de abril de 2018

U2 prepara "Desire" com elementos da versão 'Hollywood Remix' para a estreia da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018


Continuam os ensaios do U2 no Canadá, na Arena Place Bell em Laval, Quebec, para a eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018.
A banda vem ensaiando "Desire" utilizando sons de sirenes da introdução e elementos da versão "Hollywood Remix" da canção.
Vale lembrar que o disco 'Rattle And Hum' completa 30 anos em Outubro, e o U2 anunciou um vinil chamado 'U2 3-D Dance Mixes' como brinde para assinaturas e renovações do site U2.COM, e uma das canções é "Desire (Hollywood Remix)".
Em setembro de 2016, o U2 tocou como atração principal da primeira noite do iHeartRadio Music Festival. A banda abriu a apresentação com uma versão elétrica de "Desire", com fragmentos da versão "Hollywood Mix" da canção, com as sirenes da introdução. Durante a performance, imagens de Donald Trump foram mostradas.
Pode ser que seja esta versão que está sendo ensaiada para a nova turnê!

Paul Alley fala sobre a benção de Paul McGuinness e Bono para o 'The Doppelgangers'



Paul Alley é um diretor criativo do Reino Unido. Ele trabalhou com o U2 na fase de 'Achtung Baby', e desenvolveu e financiou a primeira banda tributo oficial do U2, 'The Doppelgangers'. Paul trabalhou em indústrias de fotografia, cinema e música.
Depois de trabalhar com o U2, ele passou a gerenciar a 'The Doppelgangers', formada originalmente pelo U2 e Kevin Godley, que participaram do videoclipe de "Even Better Than The Real Thing" e também do especial da ZOOTV, que teve transmissão global ao vivo pela pela RTE / Channel 4 para 32 países. Eles usaram as roupas que o U2 usava na turnê, emprestadas pela própria banda.
'The Doppelgangers' tocou "Who’s Gonna Ride Your Wild Horses" com o U2 na plateia sentado assistindo a performance.



Eles passaram quatro dias filmando ao lado do U2 na Carnaby Street de Londres e no Pinewood Film Studios para o videoclipe da canção "Even Better Than The Real Thing".



Bono declarou: "É ótimo ter esses caras aqui nos substituindo, eles fazem um trabalho muito melhor do que nós na televisão. Estou muito feliz por ter um grupo tão grandioso de sósias para tomar o nosso lugar!"



Bono achou uma grande ideia que eles se tornassem uma banda real e disse: "poderiam chamar Doppelgangers".


Paul Alley: "O empresário do U2, Paul McGuinness, me deu permissão e bênção para desenvolver e produzir 2 horas de show ao vivo tributo ao U2, permitindo que o 'The Doppelgangers' fosse a primeira banda de tributo a se apresentar ao vivo e fazer turnê pelo Reino Unido e Europa."
Eles foram a primeira banda a garantir uma grande turnê patrocinada pela Topshop / Topman com uma grande turnê universitária em todo o Reino Unido. Membros da equipe do U2, como o lendário Willie Williams, foram em shows da turnê.


'The Doppelgangers' apareceu no programa da MTV 'Most Wanted', onde foram entrevistados por Ray Cokes para ajudar a promover o single do U2 single "Even Better Than The Real Thing", onde também tocaram "Angel Of Harlem".


'The Doppelgangers' apareceram em várias revistas internacionais, incluindo a Q Magazine, e também apareceram na edição 19 da Revista Propaganda, oficial do U2 para o fã clube, apresentando um artigo de quatro páginas sobre a criação do grupo e o relacionamento de trabalho com o U2.



'The Doppelgangers' seriam ocasionalmente convidados a fazer "aparições" em nome do U2 na TV e na Rádio, caso o U2 não estivesse disponível. Também apareceram no programa 'Naked City' do Channel 4, onde foram entrevistados pelo apresentador e jornalista Caitlin Moran, quando o U2 estava fora em turnê na Itália. Eles representaram o U2 em mais uma ocasião, como convidados VIP no lançamento da The London Press do vídeo do show 'Zoo TV Live From Sydney', que o U2 não estava disponível para participar.


'The Doppelgangers' são agora uma parte internacionalmente reconhecida da história do U2, que está bem documentada em vários livros, revistas, sites.

Nancy Sinatra fala de sua gravação de "Two Shots Of Happy, One Shot Of Sad" do U2


No ano de 2004, Nancy Sinatra lançou um disco que traz uma versão dela para "Two Shots Of Happy, One Shot Of Sad" do U2.
A banda originalmente fez a música para o pai de Nancy, Frank Sinatra, mas a doença o impediu de gravá-la. Bono e The Edge tocaram a faixa no especial de televisão de 80 anos de aniversário de Sinatra em 1995, e essa performance foi lançada em 1997 como um lado B de "If God Will Send His Angels".
"Eu sei que meu pai amava a música porque ele me disse isso, mas infelizmente ele não era capaz de gravar mais nada naquele momento", diz Nancy Sinatra, acrescentando: "Eu estava dividida sobre gravar essa faixa para meu disco. Eu senti que provavelmente não se encaixava nele, mas era uma música importante demais para ser deixada de fora. Eu já estava tocando ela por um ano antes de gravarmos, então eu já estava acostumada a cantá-la. É um pouco difícil emocionalmente, porque isso é sobre meu pai, mas é uma descrição estridente dele".
Larry Mullen e Adam Clayton são os únicos dois da banda que realmente tocam na gravação de Nancy, realizada no Olympic Studios em Londres. Bono tinha enviado para ela a versão orquestral completa, mas seus vocais haviam vazado para outros microfones no estúdio e esse arranjo exuberante não pôde ser usado.
Nancy mudou algumas letras para que pareça que ela está cantando sobre seu pai, assim como ele havia cantado sobre ela 60 anos antes em "Nancy (With The Laughing Face)".
Nancy contou sobre a experiência de gravar a música e admitiu ter algumas das linhas incorretas: "Você quer saber algo engraçado? Depois de cantar essa música por cerca de um ano, finalmente vi a partitura e percebi que estava cantando errado. Então no outro dia, eu voltei para o estúdio e refiz algumas das linhas para que ficassem corretas no novo álbum. GAROTO! Eu me senti estúpida ... "
Para a NME em 1997, Bono explicou: "Eu e Edge escrevemos uma música chamada "Two Shots Of Happy, One Shot Of Sad" para Frank. Nós fizemos um armário de bebidas para ele, que quando você abria, tocava aquela música! Nós nunca a lançamos. Nós tocamos para ele em seu aniversário de 80 anos, orquestra completa, a coisa toda. Uma grande indulgência."


Histórias Do Zoo Plane: A Ressaca


"Dinheiro, dinheiro, dinheiro
Sempre ensolarado
No mundo do homem rico"

- De "Money, Money, Money", uma das muitas músicas do ABBA tocadas no sistema de som do Zoo Plane.

Na turnê ZOOTV em 1992/1993, o U2 tinha um jato particular conhecido como 'Zoo Plane'.
Bono está estendido, com as pernas apoiadas no assento oposto ao seu, enquanto a banda voa de Londres para Dublin. É a noite após o quarto show em Wembley - uma performance verdadeiramente espetacular, na qual Bono e o U2 pareciam apenas se inspirar nas chuvas constantes - e ele está cansado e rouco.
Ele também está de ressaca. Depois do show da noite anterior, a banda deu uma festa no Regent Hotel, e na noite de encerramento dos shows em Londres, e um dos membros da equipe de gerenciamento da banda estava fazendo aniversário, a festa foi especialmente intencional.
Por volta das 3:30 da manhã, Bono passou da cerveja para o uísque. 5:30, Bono ainda estava firme. Ele está sofrendo as consequências agora.
As duas taças de vinho no início do dia, evidentemente não ajudaram. "Alguém se sente mal além de mim?", ele pergunta no jato.
Sentado ao seu lado está Larry Mullen, o garanhão oficial do U2, que sempre parece em boa forma, bem arrumado e no auge da saúde, independentemente da hora, local ou quantidade de consumo de álcool.

U2 ensaia sequência com "The Ocean" / "Iris (Hold Me Close)" para a estreia da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018


O site U2tour.de atualiza as informações sobre os ensaios do U2 no Canadá, na Arena Place Bell em Laval, Quebec, para a eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018.
A banda chegou ao local na tarde de ontem e ensaiaram sucessivamente a canção "Iris (Hold Me Close)".


Depois de um longo intervalo, eles voltaram para ensaiar uma sequência com "The Ocean" / "Iris (Hold Me Close)", com uma suave transição entre elas.
As duas canções têm uma conexão. A letra de "The Ocean" inspira-se na história de O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde, bem como nas férias de Bono quando criança, em Rush, Dublin. Retrata um jovem astro do rock em sua Inocência, prestes a se tornar um adulto que olha para o mundo (O Oceano) na frente dele e quer mudá-lo.
"Iris" é a partir da perspectiva de um homem em seus cinquenta anos olhando para uma mãe que se foi há quatro décadas, e como a perda dela moldou sua vida.

terça-feira, 17 de abril de 2018

U2 concorre em quatro categorias do Billboard Music Awards 2018


Billboard Music Awards 2018 anunciou os indicados para a premiação deste ano, que acontece em 20 de Maio, e o U2 está na lista em quatro categorias!
A festa irá ocorrer em Las Vegas e terá transmissão ao vivo pela TNT e pelo TNT GO , a partir das 21h.

Melhor duo/grupo:

The Chainsmokers
Coldplay
Imagine Dragons
Migos
U2

Melhor artista de turnê:

Coldplay
Guns N’ Roses
Bruno Mars
Ed Sheeran
U2

Turnê de rock:

Coldplay
Guns N’ Roses
U2

Melhor álbum de rock:

Imagine Dragons, Evolve
Linkin Park, One More Light
Panic! At The Disco, Death of a Bachelor
Portugal. The Man, Woodstock
U2, Songs of Experience

25 Anos de 'Zooropa': The Edge foi o cara com a chave de fenda, e a paciência de um santo


Em 1993, em uma matéria da Revista Rolling Stone, foi perguntado para Bono e Larry Mullen sobre o papel de The Edge nas gravações de 'Zooropa':

Bono: Quando começamos um disco, Edge inicia lentamente. Ele não é rápido em se entusiasmar com um projeto. Mas no final, quando todo mundo está esgotado, ele é o cara que fica acordado a noite toda por semanas. Quero dizer, tenho alergia ao estúdio depois de algumas semanas. Queríamos reconhecer a babá que cuidou do Edge.
Brian Eno ficava indo e vindo. Flood chegou no final, quando havia mixagens para fazer. Quero dizer, todos fizemos parte disso - sempre fazemos. Mas Edge é o cara com a chave de fenda.

Larry Mullen: E a paciência de um santo.

Bono: Uma das coisas que funcionaram nesse registro é que foi muito rápido. Edge foi muito bom com a chave de fenda, mas nós não lhe demos muito tempo para usá-la - o que foi ótimo. Ele tinha mais uma visão geral porque não estava ocupado com os detalhes.

Edge entrou na conversa, quando lhe foi perguntado se o seu papel na banda mudou durante a criação de 'Zooropa':

"Sim, porque neste disco eu levei um crédito de produção e nos outros discos não. É difícil de explicar. Mas não acho que meu papel tenha mudado tanto. Mas estamos em uma época em que é muito difícil ser claro sobre os papéis das pessoas na criação de registros.
Suponho que assumi um nível de responsabilidade que não tive em registros anteriores. Isso significava sentar com o Bono em sessões de escrita lírica - apenas sendo a folha, o advogado do diabo, soltando dísticos - até fazermos demos de algumas peças, estabelecendo suas encarnações originais, que depois serviu como modelo quando começamos a gravá-las formalmente. E então, geralmente, apenas se preocupando mais do que todo mundo.
Estamos num ponto em que a produção ficou tão ágil, que as pessoas não confiam mais nela. Isso é algo que realmente sentimos nos últimos dois registros. Nós estávamos começando a perder a confiança no som convencional de rock & roll - o som convencional de guitarra, em particular - e, você sabe, aqueles grandes sons de bateria reverb-laden dos anos 80 ou aqueles grandes, belos, sons vocais intocados com todo este ambiente exuberante e reverb. Então nós nos encontramos procurando outros sons que tinham mais vida e mais frescor.
Isso é algo que estávamos conversando com Wim Wenders. Ele está descobrindo que - por causa do modo como certas imagens foram roubadas pela propaganda ou por produtores ruins de filmes - é cada vez mais difícil usar imagens para contar suas histórias. Ele agora está recorrendo muito mais à música e ao diálogo. Ele disse que em seu primeiro filme ele passou todo o seu tempo editando e 10% do tempo trabalhando com música e diálogo. Agora é o contrário. Ele gasta muito pouco tempo editando - ele fica muito feliz com a série geral de imagens, mas depois passa todo o tempo trabalhando na música e obtendo o diálogo do jeito que ele quer.
É realmente bizarro como as coisas estão se fundindo: agora estamos usando imagens para ressaltar nossas músicas."

A semelhança entre a Coventry Cathedral no Reino Unido e o visual de "The Unforgettable Fire" na turnê 360°


Em seu diário de turnê em 2009 na 360°, Willie Williams escreveu: "Uma coisa legal foi receber um email aleatório de um fã do U2 que perguntou se o ambiente visual de "The Unforgettable Fire" no nosso show foi inspirado de alguma forma pela Coventry Cathedral no Reino Unido. Acontece que não foi, mas olhando para as imagens das duas coisas, você pode certamente ver uma conexão. Eu amo quando isso acontece."



Há 64 anos aproximadamente, 500 aviões nazistas bombardearam a cidade de Coventry, ela possuía algo muito importante para os ingleses, ali eram fabricadas as peças de caças e equipamentos para a força aérea britânica, a cidade foi sem dúvida a mais bombardeada e a mais prejudicada pela 2ª Guerra! Praticamente toda a cidade foi destruída incluindo aí mais de 4 mil residênias, além do centro, local onde se encontra a mítica Catedral! Esta sem dúvida é o maior símbolo da cidade, está ali a recordação viva daquele dia trágico, 14 de novembro de 1940! A antiga igreja, que foi construída há mais de 600 anos, e que era uma das maiores da Inglaterra, foi atingida pelas bombas e dela sobrou apenas a estrutura externa.
As bombas destruíram telhados, colunas, vitrais e tudo o mais que fazia parte do interior da Catedral. Restaram apenas a torre e as paredes externas.
Obviamente, a devastação da antiga Catedral de Coventry foi motivo de grande comoção e tristeza, mas na manhã seguinte já estava decidido que ela seria reerguida, e se tornaria motivo de orgulho para as gerações futuras, assim como foi para as gerações passadas.



Agradecimento: www.quartodeviagem.com

Duas canções com temas de amor e traição podem aparecer juntas na eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018


O U2 realizou na Arena Place Bell em Laval, Quebec, Canadá; o primeiro ensaio completo para a estreia da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018.
Algumas suposições podem ser feitas à partir da divulgação da lista de 24 canções que a banda ensaiou.

Há duas canções de Experiência tocadas na sequência no ensaio que trazem os mesmos temas! Uma esteve na iNNOCENCE + eXPERIENCE 2015, e a outra foi tocada pela última vez em 2011 na 360°.
Amor e Traição é o que se encontra nas letras de "Until The End Of The World" e "Hold Me Thrill Me Kiss Me Kill Me".
Na turnê de 2015, a primeira parte do show, a narrativa da Inocência, terminava com "Until The End Of The World", onde uma animação no telão mostrava aquela lâmpada solitária que iluminava a banda no início do concerto, ser despedaçada por uma bala de revólver. Víamos uma animação da Cedarwood Road, rua em que Bono cresceu, ser coberta e destruída por ondas. Era o clímax do concerto.
Na Bíblia, Judas Iscariotes foi um dos doze discípulos de Jesus Cristo. Tentado pela ganância, Judas foi subornado para trair Jesus no jardim do Getsêmani, indicando com um beijo, que aquele homem era Cristo, e assim garantindo que aquele homem correto fosse preso. Judas foi vencido pela culpa e remorso mais tarde e se enforcou.
Bono estava lendo isso e pensando sobre o personagem de Judas Iscariotes. Bono sentiu que Judas tinha um papel definido a desempenhar na história e sabia que a redenção do mundo não poderia ter acontecido sem a traição. Bono também ficou fascinado com os fortes indícios de homoerotismo em tudo aquilo, e colocou isso em nas letras de "Until The End Of The World".
Bono disse quando ele escreveu a canção: "ali você tem Jesus e Judas. O que mais você poderia querer?"
O tema da canção é amor, amor que se transforma em traição, mas o paradoxo é que isso é necessário para uma mudança maior.
Em "Hold Me Thrill Me Kiss Me Kill Me" o tema amor e traição, Jesus e Judas, está presente novamente, há duas referências também às últimas horas de Jesus antes de ser traído por Judas logo depois de receber um beijo no rosto, na linha "you don't know how you got here, you just know you want out" e no refrão-título "hold me, thrill me, kiss me, kill me".
Jesus é citado diretamente também na linha "they want you to play Jesus they'll go down on one knee. But they'll want their money back. If you're alive at thirty-three". 33 anos foi a idade com que Jesus morreu, e quando o U2 gravou a música, Bono tinha os mesmos 33 anos.
O vídeo original dessa música mostra uma animação de MacPhisto, o personagem diabólico de Bono, que ele parecia incorporar também nas performances ao vivo da música nas turnês Popmart e 360°, mas sem os chifres, sem o terno dourado e sem maquiagem.
Em "Until The End Of The World", no palco Bono também meio que representa MacPhisto, além de Judas.
No ensaio, Bono cantou em "Until The End Of The World" um trecho de "Sympathy For The Devil", do Rolling Stones, a canção que motivou várias acusações de satanismo feitas contra a banda.
O ouvinte é apresentado ao demônio, um sujeito que, na voz de Jagger, assume vários disfarces ao longo da história. Um deles: "Eu estava por perto quando Jesus Cristo teve seu momento de duvida e dor".

Áudio IEM do ensaio de "MLK" para a estreia da 'The Joshua Tree Tour 2017'


A noite de abertura da 'The Joshua Tree Tour 2017' aconteceu em 12 de Maio de 2017 no BC Place Stadium em Vancouver, Canadá.
Este show marcou a única performance na turnê da canção "MLK". O U2 achou que ela não funcionou e retiraram ela do set no restante da turnê.

Abaixo, um áudio IEM estéreo de um ensaio da canção que aconteceu uma semana antes da estreia da turnê:

segunda-feira, 16 de abril de 2018

U2 realiza mais um dia de ensaios no Canadá para a estreia da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018


O site U2 Songs (antigo U2 Wanderer) atualiza as informações sobre os ensaios do U2 no Canadá, na Arena Place Bell em Laval, Quebec, para a eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018.
A banda chegou no início da tarde no local. Eles ensaiaram "The Showman (Little More Better)" e "You’re The Best Thing About Me".
Depois dessas duas músicas, a banda fez uma longa pausa, e quase três horas mais tarde, o ensaio continuou. Duas canções que ainda nõa haviam sido ouvidas nestes ensaios, foram tocadas hoje: "Raised By Wolves" e "Sunday Bloody Sunday".
A performance das duas canções soa muito parecida com a forma como foi tocada em 2015 na iNNOCENCE + eXPERIENCE, completa com explosões.

Um apagão pode acontecer na abertura dos shows da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018


O U2 realizou na Arena Place Bell em Laval, Quebec, Canadá; o primeiro ensaio completo para a estreia da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018.
Algumas suposições podem ser feitas à partir da divulgação da lista de 24 canções que a banda ensaiou.

"Love Is All We Have Left" pode ser a canção que abre o show, e a banda está usando a gravação original tocada no sistema de som, e o que se acredita é que a projeção do rosto de Bono vista no frame abaixo, possa ser ele cantando a música para dar início ao espetáculo.


Se seguir a sequência do ensaio, ao final desta abertura, a arena pode sofrer um "apagão" e a banda entra para tocar "The Blackout".



Após a escuridão, luzes, em "Lights Of Home".
"Tempo de voltar pra casa, de descobrir que não era um lugar. Era um rosto, mais do que algumas faces, mas seu coração era meu lar. Ali. As luzes de casa."

"The Ocean" pode estar ligada ao tema de "Summer Of Love" e "Red Flag Day" para a eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018


O U2 realizou na Arena Place Bell em Laval, Quebec, Canadá; o primeiro ensaio completo para a estreia da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018.
Algumas suposições podem ser feitas à partir da divulgação da lista de 24 canções que a banda ensaiou.

"The Ocean" foi ensaiada, e pode estar ligada ao tema de "Summer Of Love" e "Red Flag Day" em 'Songs Of Experience'.
A letra de "The Ocean" inspira-se na história de O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde, bem como nas férias de Bono quando criança, em Rush, Dublin. Retrata um jovem astro do rock em sua Inocência, prestes a se tornar um adulto que olha para o mundo (O Oceano) na frente dele e quer mudá-lo.
Rush é uma pequena cidade no condado de Fingal, na Irlanda. Está localizada entre as cidades de Skerries e Lusk.

Bono descreveu "The Ocean" como "megalomania cômica".
Em "Red Flag Day", alguém está desesperado para escapar do inferno de uma guerra na Síria e levar seus entes queridos com eles. Eles estão indo para o mar, ignorando todos os perigos.
Hoje, em sua Experiência, Bono explica sobre "Summer Of Love" e "Red Flag Day":

A banda passou muitos verões no sul da França, é um lugar que nos salvou de nós mesmos, nos reapresentou ao amor de nossas vidas, a nossa família, a nossa música, noites se tornando alegres com as manhãs, tardes com o sol a pino. O sol caçoando de irlandeses, pois não éramos apenas brancos, éramos rosa. O mediterrâneo repousa lá como um lago. Trazendo uma calma que eu raramente encontro em qualquer outro lugar. Mas nos últimos verões, está havendo um certo presságio, onde costumava haver um plácido horizonte, pudéssemos ou não ver, uma vez que lêssemos as notícias e víssemos as imagens, podíamos sentir.

A Guerra da Síria estava bem do outro lado da margem.

"Quando tudo está perdido, nós descobrimos o que permanece
Os mesmos oceanos se cruzam.
Para alguns prazer, para outros dor"

Eu tenho pensado sobre a Costa Oeste.

A Costa Oeste da Síria no mesmo mar Mediterrâneo, onde observamos enfermeiros e professores, pessoas que se parecem muito conosco, segurando firme suas crianças, seus poucos pertences, se agarrando a quase nada, a uma esperança, o sonho de uma outra praia, um barco de borracha, pallets de madeira, destroços humanos desembocando na Itália ou Turquia, quem sabe onde.

Então o álbum tem duas canções de amor com pungentes nuvens negras pairando sobre elas, céus de petróleo, lindos mas inflamáveis.

Como "Acrobat" e "The Showman (Little More Better)" podem se conectar na eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018


O U2 realizou na Arena Place Bell em Laval, Quebec, Canadá; o primeiro ensaio completo para a estreia da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018.
Algumas suposições podem ser feitas à partir da divulgação da lista de 24 canções que a banda ensaiou.
No novo disco, há uma canção, a favorita de Noel Gallagher, chamada "The Showman (Little More Better)". Falando sobre a letra, Bono disse que é "uma carta para o nosso público, é meio que sobre os artistas e como você não deve confiar muito neles. É sobre mim!" A parte 'eu minto para viver' da canção, que é sobre como os performers podem disfarçar sentimentos através do humor, Bono disse: "quando você assiste shows do U2 dos anos 80 e, especialmente, dos anos 90, havia sempre muito humor. Eu acho que é importante mostrar o outro lado também. Mas só porque "The Showman (Little More Better)" é bem-humorada, não significa que seja menos significativa. Estou falando sobre artistas e como estar ciente deles, eles podem fingir fazer qualquer coisa - chorar, rir, até ter um orgasmo."
Perguntado se tocar para as multidões de estádio envolve seu ego, Bono disse: "você esperaria isso se você estivesse em frente de 70.000 pessoas todas as noites. Mas é exatamente o oposto. Meu ego é menor no final de uma turnê U2 do que no início."
A música está sendo ensaiada, e uma de tema semelhante que está sendo preparada e pode aparecer junto no setlist é "Acrobat".
A canção é uma das mais pessoais em 'Achtung Baby'. A letra: 'Não acredite no que você ouve, não acredite no que você vê / Se você apenas fechar os olhos / Você pode sentir o inimigo.' Bono declarou: "quando passamos da década de 80 para os anos 90, deixei de atirar pedras em símbolos óbvios do poder e de abuso do mesmo. Eu passei à atirar pedras na minha própria hipocrisia. Você começa a ver o mundo de uma maneira diferente, e você é parte do problema, e não apenas parte da solução. É uma canção sobre ser um hipócrita, e acho que todos nós podemos ser e certamente somos."
O tema fica evidente na linha: 'Eu devo ser um acrobata de falar deste jeito e agir assim'.
No ano de 2012, Willie Williams, designer de palco da banda, comentou sobre ensaios da canção para a ZOOTV, e disse que achou algo "extremamente dramático". E completou: "em uma situação de estádio pode-se dizer que ela pode ter o mesmo impacto dramático que você andar pelo palco e dizer ao público para ele ir se foder."



Naquela foto do U2 mostrando a "Gaiola De Vídeo" da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour 2018, olha quem aparece lá no fundo:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...