Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

terça-feira, 29 de abril de 2008

EP U2 7



EP U2 7. Edição limitada. Lançado apenas nos EUA. Raridade

Commercial Release: January 22, 2002
Tracks: Summer Rain (4:06)
Always (3:46)
Big Girls are Best (3:37)
Beautiful Day (Quincey and Sonance Mix) (7:55)
Elevation (Influx Mix) (4:02)
Walk On (Single Version) (4:11)
Stuck in a Moment (Acoustic) (3:42)

LINER NOTES
Summer Rain: Music by U2. Lyrics by Bono and the Edge. Produced by Daniel Lanois and Brian Eno. Engineered and mixed by Richard Rainey. Assisted by Chris Heaney. Always: Music by U2. Lyrics by Bono. Produced by Daniel Lanois and Brian Eno. Engineered and mixed by Richard Rainey. Assisted by Chris Heaney. Big Girls are Best: Music by U2. Lyrics by Bono and the Edge. Produced by Howie B and Flood. Assisted by Rob Kirwan. Engineered by Flood. Programming by Howie B. Original mix by Flood. Final mix and additional programming by Tim Palmer at Scream Studios, Los Angeles. Beautiful Day (Quincey and Sonance Mix): Music by U2. Lyrics by Bono. Produced by Daniel Lanois and Brian Eno. Engineered by Richard Rainey. Assisted by Chris Heaney. Additional production by Steve Lillywhite. Mixed by Steve Lillywhite. Additional engineering by Tim Palmer and Stephen Harris. Remixed by Quincey and Sonance. Elevation (Influx Mix): Music by U2. Lyrics by Bono. Synthesizers by Brian Eno and the Edge. Produced by Daniel Lanois and Brian Eno. Engineered by Richard Rainey. Assisted by Chris Heaney. Original mix by Tim Palmer. Assisted by Alvin Sweeney. Remixed by Leo Pearson. Additional production by Johnny Moy. Remix Engineer: Richard Rainey. Walk On (Single Version): Music by U2. Lyrics by Bono. Produced by Daniel Lanois and Brian Eno. Engineered by Richard Rainey. Assited by Chris Heaney. Additional production and mixing by Nigel Goodrich. Engineered by Steve Orchard. Stuck in a Moment (Acoustic): Music by U2. Lyrics by Bono and the Edge. Mixed by Steve Lillywhite. Recorded by Martin Bohm, at MG Sound Studios, Vienna.

Country: USA
Label: Interscope Records
Catalog: 314-586 722-2
UPC: 7 3145-86722-2 7
Package: Regular Jewel
Matrix: 314 586 7222 031


U2 7 Target Only é um EP lançado apenas nos EUA, em edição limitada. É uma coletânea de 7 Lados B, de músicas que saíram apenas em singles europeus do album 'All That You Can't Leave Behind'.
Always é uma versão inicial de Beautiful Day.
Big Girls Are Best foi feita nas sessões de gravação do álbum Pop.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Boy - Versão com a capa modificada (CD)



Edição americana do CD 'Boy'.
USA, Island, 422-842 296-2

Commercial Release: October 20, 1980
Record Label: Island Records
Top Chart Position: US: 94, Canada: --, UK: 52
TRACKLISTING
I Will Follow (3:36)
Twilight (4:22)
An Cat Dubh (6:21)
Into the Heart (1:53)
Out of Control (4:13)
Stories for Boys (3:02)
The Ocean (1:34)
A Day Without Me (3:14)
Another Time, Another Place (4:34)
The Electric Co. (4:48)
Shadows and Tall Trees (4:36)

An Cat Dubh e Into The Heart estão em faixas separadas no CD, como lançadas no LP "Boy".
Na edição nacional do CD "Boy", elas foram colocadas em uma faixa só.
Para o primeiro album do U2, o garoto Peter Rowen topou fazer as fotos em troca de uma caixa de chocolates.
Mas para ser lançado nos EUA, a banda teve que mudar a capa. Os americanos julgaram que a foto fazia referência à pedofilia. O baixista Adam Clayton no livro U2 by U2 diz que nem sabia o que era pedofilia quando o álbum foi sumariamente censurado. Mas pra acabar com a história, o U2 atendeu a exigência e, no seu lugar, colocou uma foto da banda distorcida.

EP Wide Awake In America - LP



EP lançado no Brasil em 1984, pela WEA Discos. Vinil de 12 polegadas.
Além do Brasil, apenas Estados Unidos e Japão tiveram cópias em vinil desse EP, na década de 80.
---------------------------------------------------------------
Commercial Release: May, 1985
Record Label: Island Records
Top Chart Position: US: 37, Canada: ?, UK: 1
LINER NOTES
Bad (Live): Produced by U2. Mixed by Ron St. Germain. The Three Sunrises: Produced by U2 / Brian Eno / Daniel Lanois. Mixed by U2 / Kevin Moloney. A Sort of Homecoming: Produced by Tony Visconti. Location Engineer: Kevin Killen. Recorded live at Wembley and Good Earth Studios. Love Comes Tumbling: Produced by U2. Engineered by Paul Thomas. Mixed by U2 / Kevin Moloney.

Bad foi gravada ao vivo em Birmingham, UK em 11 de novembro de 1984.
A Sort Of Homecoming foi gravada ao vivo no estádio de Wembley, Inglaterra, e no Good Earth Studios.
The Three Sunrises é a mesma versão do lado B do single de The Unforgettable Fire.
A versão de Love Comes Tumbling desse EP é diferente da versão do single de The Unforgettable Fire. Ela não tem o falso início no começo da música e nem a frase 'When you make love, go a little bit faster', na introdução.
=========================================
Cada canção teve um produtor diferente e a curiosidade acaba sendo o nome de Tony Visconti, que trabalhou com David Bowie em vários discos do cantor na década de 70.
####################
A Sort Of Homecoming: Video

Bad: Video

Mysterious Ways - Compacto



O segundo single do álbum Achtung Baby, de 1991. Raridade, compacto 7” de vinil, versão UK.

Commercial Release: November 24 / 25, 1991
Record Label: Island Records
Top Chart Position: US: 9, Canada: 4, UK: 13
Album: Achtung Baby(1991)
Country: UK
Label: Island Records
Catalog: IS509 / 866 188-7
Track Listing: Mysterious Ways (Album Version) / Mysterious Ways (Solar Plexus Magic Hour Remix)

LINER NOTES
Mysterious Ways (Album Version): Written by U2. Produced by Daniel Lanois with Brian Eno. Engineered by Flood. Additional engineering by Robbie Adams. Assisted by Shannon Strong. Mixed by Flood, the Edge and Daniel Lanois. Assisted by Shannon Strong. Additional percussion by Daniel Lanois. Mysterious Ways (Solar Plexus Magic Hour Remix): Additional production and remix by Howard Gray, Trevor Gray, Steve Lillywhite and Apollo 440.
===============================
Mysterious Ways é uma canção leve, e teve o vídeo gravado no Marrocos. Mostra Bono usando uma camisa rosa, cheia de babados, e uma dançarina do ventre.
Nos shows da Zoo TV Tour, o U2 também utilizava uma dançarina do ventre nessa música. A primeira dançarina do ventre de nome Christine Petro, topou dançar durante os shows dos Estados Unidos. Porém, ela não poderia fazer a parte européia.
Morleigh Steinberg era a coréografa do show, conhecida da banda desde 1987 e ela havia sido contratada para dar umas dicas a Bono no palco. Mesmo não sendo dançarina do ventre profissional, Morleigh disse que poderia desempenhar o papel e dançou o restante da tour.
E desde esse período, ela é casada com o guitarrista The Edge.
###########
Mysterious Ways: Video

All I Want Is You - Compacto


Single de All I Want Is You, de 1989. Raridade, compacto 7” em vinil, importado da Alemanha.
Commercial Release: June 1989
Record Label: Island Records
Top Chart Position: US: 83, Canada: --, UK: 4
Album: Rattle and Hum (1988)

LINER NOTES

All I Want is You: Words by Bono. Music by U2. Produced by Jimmy Iovine. Recorded and mixed by David Trickle, A&M Studios, Hollywood. Assited by Rob Jacobs and Randy Wine. Edited by Rob Jacobs and Cheryl Engles. Strings arranged by Van Dyke Parks. Keyboards by Benmont Trench. Unchained Melody: Written by North / Zarrett. Produced by U2. Keyboards by Paul Barrett. Recorded and mixed by Paul Barrett, STS Studios, Dublin. Assisted by Ian Bryan.

Country: Germany
Label: Island Records
Catalog: 112.406
Track Listing: All I Want is You (Edit) / Unchained Melody

A versão de All I Want Is You do single é diferente da versão do álbum Rattle And Hum. Ela é a versão mais curta da música.
Unchained Melody é o lado B do single. Ela também fez parte da coletânea limitada de Lados B do álbum “The Best Of U2 1980 1990”.
Escrita por Alex North e Hy Zaret, essa canção foi originalmente lançada por Al Hibbler em 1955. No mesmo ano Roy Hamilton lançava sua versão. Acabou se tornando o tema principal do grande sucesso cinematográfico Ghost, com Patrick Swayze e Demi Moore nos anos 90, na versão da dupla The Righteous Brothers. Além desses, Elvis Presley e Cindy Lauper também fizeram gravações dessa música.

In God’s Country - Compacto



Single de In God’s Country, lançado apenas na América Do Norte em 1987. Raridade, versão americana, compacto em vinil 7”. Promocional e limitado.

Commercial Release: November 1987
Record Label: Island Records
Top Chart Position: US: 44, Canada: 28, UK: 48
Album: The Joshua Tree (1987)

LINER NOTES
In God's Country: Written by U2. Produced by Lanois / Eno. Recorded by Pat McCarthy / Flood. Mix Engineered by Dave Meegan. Bullet the Blue Sky: Written by U2. Produced by Lanois / Eno. Recorded by Flood. Assisted by Pat McCarthy. Mixed by Steve Lillywhite. Mix Engineered by Mark Wallis. Running to Stand Still: Written by U2. Produced by Lanois / Eno. Recorded by Flood. Assisted by Pat McCarthy. Mix Engineered by Dave Meegan.

Country: USA
Label: Island Records
Catalog: 7-99385
UPC: 0 7567-99385-7 2


In God's Country / Bullet the Blue Sky / Running to Stand Still são as mesmas versões do álbum Joshua Tree. In God’s Country tem um videoclipe promocional, para o documentário “Outside It’s América”, de 1987.
Este single foi realizado e comercializado apenas para o Canada e EUA, em versão 7”.
#############
In God's Country: Video

I Still Haven't Found What I'm Looking For - Compacto



Single de I Still Haven't Found What I'm Looking For, de 1987. Raridade, compacto de 7” em vinil. Versão Inglesa.

Commercial Release: May 1987
Record Label: Island Records
Top Chart Position: US: 1, Canada: 11, UK: 6
Album: The Joshua Tree (1987)

LINER NOTES
I Still Haven't Found What I'm Looking For: Written by U2. Produced by Daniel Lanois and Brian Eno. Recorded by Flood. Additional Engineering by Dave Meegan. Assisted by Pat McCarthy. Mixed by Daniel Lanois and Brian Eno. Spanish Eyes: Written by U2. Produced by U2. Recorded by Flood. Assisted by Pat McCarthy. Mixed by Dave Meegan. DX7 played by Brian Eno. Deep in the Heart: Written by U2. Produced by U2. Recorded by Marc Coleman. Assisted by Pat McCarthy. Mixed by Dave Meegan.

Country: UK
Label: Island Records
Catalog: IS 328
UPC: 5 014474 703287
Track Listing: I Still Haven't Found What I'm Looking For (Album Version) / Spanish Eyes / Deep in the Heart


I Still Haven't Found What I'm Looking For é a mesma versão do álbum Joshua Tree.
O título foi dado por The Edge e reflete exatamente o que a banda sentia na época. E, como The Edge tinha dito que Bono havia pensando nela inicialmente como um reggae, várias vezes durante os shows, cantavam “Exodus” de Bob Marley no meio da melodia.
É considerada por muitos uma canção Gospel, dado o trecho: "I have spoken with the tongue of angels" “Eu falei com a língua dos anjos” 1 Coríntios 13:1: " Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, mas não tiver amor, serei como bronze que soa ou como o címbalo que retine" – talvez aí esteja a idéia da canção sobre não ter encontrado o que ele procurava: amor
A canção rendeu o primeiro lugar nas paradas. Uma curiosidade foi a realização do vídeo promocional. Ele foi gravado em Las Vegas, no dia 12 de abril, logo após uma apresentação do grupo na cidade. Bono, Larry,The Edge e Adam saíram andando pelas ruas iluminadas, com o guitarrista empunhando um violão.
Spanish Eyes é um lado B, e entrou também na coletânea limitada de Lados B “U2 The Best Of 1980 1990”. Tem um videoclipe promocional, que faz parte do documentário de 1987 “Outsides It’s America”
Deep In The Heart é o outro lado B do single.
###################
I Still Haven't Found What I'm Looking For: Video

Spanish Eyes: Video

In A Lifetime - Compacto (1989)



Single de In A Lifetime, da banda Clannad, com participação de Bono. Reedição de 1989 para promover a coletânea 'Past Present'. Raridade, compacto 7” em vinil, importado da Inglaterra.

Release Date: 1989
Artist: Clannad
Record Label: RCA / BMG Records
Tracks: In a Lifetime / Something to Believe In
Catalog numbers: [7" \ BMG/RCA 42873 \ UK 1989]
In a Lifetime: Words by Ciaran Brennan and Paul Brennan.
-----------------------------------------------------
Uma das bandas mais populares da Irlanda, na ativa desde o início da década de 70, O Clannad fazia uma ponte entre o folk celta e elementos de rock, com pitadas de rock progressivo. O destaque ficava com a cantora Máire Brennan.
A primeira vez em que o U2 encontrou com o Clannad foi totalmente acidental, nos estúdios Windmill. O Clannad havia gravado “Harry’s Game” para o filme de mesmo nome, em 1982 e outra para a série televisa Robin of Sherwood, de 1984. A canção deu uma reputação grande ao grupo e vez por outra, quando o U2 viajava pela América perguntavam a eles algo sobre o Clannad. Bono e companhia respondiam, constrangidos, que não sabiam nada sobre eles, apesar de Bono confessar que quase bateu seu carro na primeira vez que ouviu a canção, tamanho impacto causou no vocalista. Portanto, quando as duas bandas se encontraram no estúdio começaram a conversar. O Clannad igualmente desconhecia o U2 e aos poucos iniciaram uma ligação. Máire sugeriu então que as duas bandas entrassem em estúdio para gravarem juntos, mas chegaram à conclusão de que talvez não desse certo. Bono então sugeriu que ele tentasse alguma canção com o Clannad. Entraram no estúdio com o produtor Steve Nye, e Bono pediu um microfone e começou a cantar mesmo sem ter ouvido toda a melodia. O resultado depois de pronto foi estonteante.
Gravada em 1985, In a Lifetime saiu no álbum Macalla, do Clannad.
In A Lifetime tem um videoclipe promocional que inspirou visualmente os quadrinhos de Sandman, da DC Comics. O vídeo foi co- dirigido por Bono e The Edge.
No vídeo do concerto U2 - Live Under A Blood Red Sky, de 1983; a música que toca na abertura e no final do show, é “Theme From Harry’s Games”, do Clannad.
#################
Video

Do They Know It’s Christmas - Compacto



Single beneficente de “Do They Know It’s Christmas?”, lançado no Brasil pela Polygram Discos, em 1984. Compacto em vinil de 7 polegadas.

Release Date: December 1984
Artist: Band Aid
Record Label: Columbia / Mercury Records
Tracks: "Do They Know It's Christmas?" [7’Version] / "Feed The World"
Source: [7" \ Columbia 44-05157 \ US \ 1984]
Bono contribuiu com vocais e Adam contribui com o baixo na música "Do They Know it's Christmas?".
Bono contribuiu com uma mensagem de natal no lado B, "Feed the World".
Bob Geldof entrou para a história com esse projeto que angariou muito mais dinheiro e fama do que ele próprio sonhara. Ele havia feito uma canção em parceria com Midge Ure, do Ultravox, chamada “Do They Know It’s Christmas?” A idéia era combater a fome na África, e Geldof sonhava em arrecadar 72 mil libras esterlinas com um projeto convidando várias estrelas da música. Só que o projeto virou um monstro! Inicialmente Sting, Paul Young, Boy George, George Michael, Phil Collins, Duran Duran David Bowie e Mick Jagger, entre outros, foram convidados. Bob também convidou o U2, mas apenas Bono e Adam compareceram, pois The Edge ficara doente no último instante. A idéia era gravar um compacto com duas canções, “Do The Know It’s Christmas” e “Feed the World”, que nada mais era a mesma melodia de “Do They Know...” mas com mensagens de Natal dos artistas. O disco seria lançado estrategicamente no Natal daquele ano, 1984.
Produzido por TrevorHorn , o compacto logo figurou em primeiro lugar dentre os mais vendidos.
A música tem um videoclipe promocional.
##############
Do They Know It's Christmas: Video

Sunday Bloody Sunday + Special U.S Remixes - Mini LP


Mini LP de Sunday Bloody Sunday + Special U.S Remixes, lançado no Brasil em 1985 pela WEA Discos. Maxi Single em vinil 12", 45 rotações por minuto.

Country: Brazil
Label: Island Records
Catalog: 73500
LINER NOTES
Produced by Steve Lillywhite. Remixes by Francois Kervorkian. Remixed at Sigma Sound, NYC. Remix Engineer: John Potoker. Assisted by Glenn Rostenstein. Photograpy by Ian Finlay. Band Phot by Anton Corbijn.

A versão de Sunday Bloody Sunday é a mesma versão lançada no album War, de 1983.
New Years Day (US Remix), tem trechos inéditos na letra:
"You won't hold me hold me down
You won't break this sound
I, i will be free again
A stone cold night
On a cold stone floor
A cross of light
On a prison door"
-------------------------------------------------------
Sunday Bloody Sunday é o nome da canção que os U2 compôs em 1983 em memória da tragédia que se abateu sobre os irlandeses no dia 30 de Janeiro de 1972 quando, durante uma marcha de protesto pelos direitos civis da Northern Ireland Civil Rights Association, após a publicação de um decreto do Governo Britânico que permitia a prisão de elementos suspeitos de terrorismo sem julgamento.
Às 14:50, 10.000 católicos reúnem-se no bairro de Creggan com o objetivo de prosseguirem em protesto até à praça de Guildhall. O 1º Batalhão do Regimento de Pára-Quedistas do exército Inglês destacado em Derry, na Irlanda do Norte, recebe ordens para avançar sobre os manifestantes, prender o maior número de desordeiros e dispersar os restantes. A partir daqui as versões divergem; o exército afirma que foi recebido a tiro disparando em legitima defesa. Os católicos, que foram os Pára-Quedistas que iniciaram os disparos indiscriminadamente. A verdade é que, após 25 minutos de intenso tiroteio, 26 ativistas, todos desarmados, tinham sido alvejados. 13 católicos (6 dos quais menores) estavam mortos, tendo 5 deles sido alvejados pelas costas e um 14º viria a falecer posteriormente na sequência dos ferimentos. O inquérito instaurado após o massacre e que, ficaria conhecido como “Sunday Bloody Sunday”, determinou que o exército agira com “alguma irresponsabilidade”, mas aceitou a alegação de legitima defesa e o caso foi rapidamente encerrado. A partir deste dia que ficou gravado para sempre na memória de todos aqueles que se manifestam contra a opressão e que lutam pelos direitos humanos, e que, foi crucial na história contemporânea do problema político Irlandês, a violência na Irlanda do Norte aumentou exponencialmente e a questão “Sunday Bloody Sunday” permaneceria como uma ferida aberta durante mais de duas décadas, com os católicos a exigirem um segundo inquérito.
A música tem um videoclipe ao vivo gravado no concerto "Under A Blood Red Sky". O fato do Bono cantá-la, segurando uma bandeira branca simbolizando um pedido de paz; se tornou um momento histórico e um dos grandes momentos dos anos 80 na história da música.
A respeito da bandeira branca, Bono diz que a idéia da banda era a de não pertencer a lugar algum. Eles viviam em um país onde uma "bandeira fudida" estava matando pessoas nas ruas. Eles se envergonhavam disso e não queriam fazer parte deste lugar, então, a idéia de não pertencer a lugar algum, representado pela bandeira branca.
------------------------------------------------------------------
Para trabalhar a canção com uma letra tão pesada, o grupo resolveu “suavizar” a melodia. As gravações tiveram a participação do violinista Steve Winckham, então no grupo In Tua Nua e que faria parte dos Waterboys, meses depois. Steve forneceu um clima meio folk e mais ‘irlandês’ ao tema.
Especula-se até hoje que a letra de “Sunday Bloody Sunday” sofreu mudanças por pressões do IRA e que o grupo teria até sido ameaçado pelos militantes. A letra começava com o verso “Não me fale dos direitos do IRA”, mas teria sido alterada para “Não posso acreditar nas notícias de hoje”. Bono ressalta que isso nunca foi verdade e explica que a canção nunca foi contra o Exército Republicano Irlandês. “Ela fala de um dia que os irlandeses nunca deve sem esquecer (o massacre em 1972, na cidade de Derry, quando trezes pessoas foram mortas), mas que não deveria mais acontecer. É exatamente isso que quero expressar quando digo ‘até quando deveremos cantar essa canção’. Quando nós a tocamos, sempre faço questão de ressaltar que não é uma canção de rebeldia com o intuito de causar polêmica. Eu gostaria de não cantar mais canções como ela, mas não posso fechar meus olhos perante os problemas.”
#############
Sunday Bloody Sunday: Video

sábado, 26 de abril de 2008

Pride (In The Name Of Love) - Vinil Single Picture Disc



Single de Pride (In The Name Of Love) em versão Picture Disc, de 1984. Prensado pela Island Records. Raridade, edição limitada, compacto 7” em vinil, UK.

Commercial Release: September 1984
Record Label: Island Records
Top Chart Position: US: 33, Canada: 33, UK: 3
Album: The Unforgettable Fire (1984)
Promotional Releases: Picture Disc

PICTURE DISC
Tracks:Pride (Single Version) Boomerang II
Catalog number: Island ISP 202
Produced by Brian Eno e Daniel Lanois.Additional engineering by Kevin Killen.

A versão de Pride (In the Name of Love) deste single, é diferente da versão do álbum The Unforgettable Fire.
Boomerang II é um lado B. É a segunda versão da música, com vocal.
###############
Pride (In The Name Of Love): Video

Pride (In The Name Of Love): Unreleased Video
Pride (In The Name Of Love): Slane Castle Version

sexta-feira, 25 de abril de 2008

A Celebration - Compacto



Compacto prensado pela CBS Records. Raridade, versão 7”, importado da Irlanda. Produzido por Steve Lillywhite.

Commercial Release: March 1982
Record Label: CBS Records
Top Chart Position: US: NA, Canada: NA, UK: 47
Album: Non Album Single
Tracks:A Celebration - Trash, Trampoline and The Party Girl
Catalog number: CBS A 2214

A Celebration é o lado A do compacto. Foi gravada entre os albuns "October" e "War".
Trash, Trampoline and The Party Girl é o lado B. Foi remasterizada digitalmente e integrou o CD limitado de Lados B do "The Best Of U2 1980 - 1990". A versão mais conhecida dessa música é a versão ao vivo do album Under A Blood Red Sky. No album ela teve o nome reduzido para "Party Girl".

Nunca reeditado em CD
A Celebration, apesar de ser um lado A, nunca entrou em nenhum dos albuns do U2. É uma canção que ficou alguns dias na parada inglesa e em seis meses foi excluída do catálogo da banda. Nunca mais tocaram ela ao vivo e não entrou em nenhuma das coletâneas da banda. As únicas edições em que saiu foi na Rare Rock Collection - Rock Against AIDS em 1987, uma compilação lançada pela 98KZEW para arrecadar fundos contra a Aids, e na Now That's What I Call Music! 1982 - The Millennium Series, coletânea inglesa.
Ela tem um videoclipe promocional, gravado na prisão Kilmainham, em Dublin.
Anos depois nesse mesmo local, foi rodado o filme "Em Nome do Pai".
###############
A Celebration: Video

Gloria - Compacto




O segundo single do album October, lançado pela Island Records. Raridade, compacto 7”, versão UK. Produzido por Steve Lillywhite.

Commercial Release: October 1981
Record Label: Island Records
Top Chart Position: US: 81, Canada: NA, UK: 55
Album: October (1981)
Gloria (Album Version)
I Will Follow (live)
Catalog number: Island WIP 6733
Comment: U2 Gloria (1981 UK red Island label/solid centre 2-track 7" vinyl single, also includes live version of I Will Follow WIP6733).

Gloria é a mesma versão lançada no LP “October”
I Will Follow (live) foi gravada em Boston, Paradise Theatre, em 6 de março de 1981

Nunca reeditado em CD
Glória é cantada com versos em Latim. A canção do U2 é inspirada em outra canção do mesmo nome que foi escrita por Van Morrison, músico que viria a se tornar um dos heróis dos integrantes da banda.
A melhor definição para a canção é chamá-la de hino, pois foi dessa forma que Bono a trabalhou. Bono exalta à Deus e oferece tudo que tem a Ele. O cantor havia estudado um livro de cantos gregorianos e as imagens ficaram impregnadas em sua mente.
Gloria acabou sendo o novo single do disco "cristão", o que tanto incomodava a banda. "Não somos um grupo cristão, mas apenas jovens que têm fé", afirmou Bono em uma entrevista. "Gloria é tratada como um hino de igreja, mas não foi essa minha intenção. Eu quis falar do poder do amor."
##############
Gloria: Video

I Will Follow - Compacto


Terceiro single do U2 pela Island Records. Segundo single do album Boy. Prensado pela CBS Records. Raridade, compacto 7”, importado da Irlanda. Produzido por Steve Lillywhite.
Commercial Release: October 1980 / March 1981
Record Label: CBS Records
Catalog number: CBS 9065

Tracks: I Will Follow (Album Version): Produced by Steve Lillywhite.
Boy / Girl (live): Recorded Live at the Marquee

Boy/Girl (live) foi gravada em 22 de Setembro de 1980 em Marquee, London.
I Will Follow é a mesma versão lançada no álbum de estréia do U2, "Boy".
--------------------------------------
Nunca reeditado em CD

I Will Follow é um dos grandes clássicos da banda e ficou famosa pelo seu riff inicial, que é hipnótico. O produtor conta como foram gravados os estranhos ruídos da música: “Todos os barulhos estranhos na canção no meio da seção foram feitos por mim e Bono...ah, sempre vou me lembrar disso...Bono estava quebrando garrafas nos fundos e eu estava com uma bicicleta de cabeça pra baixo, girando as rodas e passando um garfo pelos alto falantes”
Como outras canções do U2, I Will Follow foi escrita por Bono para sua mãe Iris Hewson, falecida quando ele tinha 14 anos.
#############
I Will Follow: Video

Another Day - Compacto




Segundo single da carreira do U2, lançado em fevereiro de 1980 pela CBS Ireland. Produzido pelo U2 e o produtor Chas de Whalley. Raridade, primeira edição, importado da Irlanda, compacto 7”.

Album: Non Album Single
Commercial Release: February 26, 1980
Record Label: CBS Records
LINER NOTES
"Another Day" was produced by Chas de Whalley and U2 at CBS London, December 1979. "We went on the boat".
"Twilight" wasn't produced and took 15 minutes in Eamonn Andrews 4 track, Dublin, February 79. "That day we went on the bus to see Dave Freely the engineer."
Management Paul McGuinness. Dublin. 686553. Agency: Dave Kavanagh 714855.
Thank you teddy Edwaed, God, bless Elsie and all the Village. Sleeve - Bono.
Tracks:Another Day - Twilight (Demo Version)

Catalog number: CBS 8306

Comment: original label with UK TM number

Twilight é a versão demo, gravada no Eamonn Andrew Studios, em Fevereiro de 1979. Versão diferente da incluída no álbum Boy.
Another Day foi gravada no CBS Studios, London; em Dezembro de 1979. Ela é um lado A, e nunca foi lançada em nenhum album do U2.

Nunca reeditado em CD, é um dos itens mais raros do catálogo do U2
----------------------------------------
Em janeiro de 1980 a banda teve ótimas notícias ao saber que havia vencido em cinco categorias na eleição anual da revista Hot Press. Apesar dos prêmios, o grupo vivia dias de angústia, pois o sucesso acontecia apenas na Irlanda. Para tentar ganhar algum dinheiro, o grupo gravou mais um single e partiu para uma nova excursão dentro do país.
Another Day era o novo single. Lançado em fevereiro, o compacto trazia “Twilight” no lado B e foi descrito por Dermot Stokes, da mesma Hot Press como um disco que prova que o U2 tinha tudo para ser uma banda distinta das outras, exalando amor nas duas faixas. Bono disse que o segundo compacto foi inspirado em Low de David Bowie e nas idéias de The Edge: “The Edge estava usando um pouco de eco na guitarra e dizendo para fazermos o mesmo pois nos levaria a outro lugar, para fora do concreto e dentro do abstrato. Eu acho o uso da atmosfera muito interessante porque a estética punk é incrivelmente limitada, não apenas musicalmente, mas em termos de códigos, como se houvesse uma cartilha. E nessa época eu ouvia os discos do Joy Division e gostei muito exatamente pela atmosfera. Era como se fosse um filho de Bowie e isso nos levou a esse caminho.”
Another Day foi igualmente lançado pela CBS, mas apenas no formato de 7 polegadas. O disco inicial trazia uma foto da banda, em preto e branco, na capa, e um desenho de Bono na contra-capa, com uma versão “demo” de Twilight no lado B. Bono então conseguiu uma nova capa para o disco, desenhando dois balões, um preto e outro branco, e escrevendo algumas linhas agradecendo a Elsie e ao Lypton Village. Steve Averill acabou dando uma limpada no desenho do vocalista. Vale dizer que as faces dentro dos balões são inspiradas no antológico filme “The Cabinet of Dr. Caligari”, e que Chas de Whalley produziu o trabalho.

EP U2 Three (Out of Control Single)


"O single U2-3 é o mais valioso e importante item no mundo de um colecionador do U2. Limitado e muito raro. Esta gravação é onde tudo começou - o ponto zero. Nunca lançado em CD. É o Santo Graal de um colecionador do U2"

O primeiro EP do U2. Compacto 7” de vinil, importado, raridade. Prensado pela CBS Ireland e produzido pelo U2 e o produtor Chas de Whalley .

Commercial Release: September / October 1979
Record Label: CBS Records
Tracks: Out Of Control - Stories For Boys - Boy/Girl
Catalog number: CBS 7951

Produced by U2 and Chas De Whalley. Remixed by Robbie McGrath. Recorded at Windmill Lane Studio. Photography - Hugo. Glue-Art On My Sleeve. Men - Burgunday, Jackie Polo, Father Devlin. Boys - Teddy, Eric, The Village. Management - Paul McGuinness - Dublin 687952


Stories For Boys e Out Of Control são versões demos gravadas em Junho de 1979 em Dublin, Ireland, no Windmill Lane Studios, diferentes das versões incluídas no álbum Boy.
Boy Girl é um Lado B, gravada em Junho de 1979 em Dublin, Ireland, no Windmill Lane Studios.
 
O mais disputado item entre os fãs do U2. Uma relíquia para colecionadores.
Foram lançadas na primeira prensagem de 1979, 10.000 cópias na versão 12", com as 1.000 primeiras cópias numeradas à mão; depois outras 40.000 cópias na versão 12".
10.000 cópias na versão 7" de 1979 (com o selo UKTM), e depois mais 40.000 cópias lançadas até o ano de 1982, incluindo discos coloridos e o PAC 4U2Play. Um 'U2 Three' vale ouro na coleção de um fã do U2. 

------------------------------------------

A HISTÓRIA DO U2 THREE: Em 1978, o U2 (pós Feedback e The Hype), participou de um concurso de novas bandas patrocinado pela cerveja Guinness, onde a banda vencedora teria o direito de gravar uma fita demo com três músicas. O U2 venceu. Em 1 de novembro de 1978 eles entram no Keystone Studios e gravam a demo tape contendo "Street Mission", "Shadows and Tall Trees" e "The Fool". O empresário Paul McGuinness começou a rodar por toda Dublin com a fita demo nas mãos atrás de alguma promoção. As primeiras investidas foram desastrosas. Ninguém parecia interessado no U2. Paul também tentou em Londres, com resultados igualmente desanimadores. A solução era fazer com que a banda se apresentasse cada vez mais para que conquistasse novos fãs. Em fevereiro de 1979, tocaram no Dark Space Festival, um festival de 24 horas ininterruptas com novas bandas e que tinha como atração principal os londrinos Mekons. Em março, Paul fez um contato com Jackie Hayden, da CBS. Junto com Ian Wilson, os três bolaram uma idéia diferente: “que tal lançarmos um compacto de 12 polegadas com uma música no lado A, duas no lado B e que sejam escolhidas por ouvintes em um programa de rádio?” Hayden adorou a idéia e chamaram Chas de Whalley para produzir o que primeiro seria uma nova demo com as três músicas: “Out of Control”, “Boy/Girl” e “Stories for Boys”. Em junho o grupo foi uma das atrações de um festival no McGonagles, chamado “Xmas in June, the Jingle Balls”. A banda acabou aceitando então um acordo com a CBS para comercializar o single apenas na Irlanda, já que a pressão em cima dos integrantes e de Paul era grande. Não havia dinheiro para se manterem apenas tocando e Larry e Edge sofriam pressão por parte dos pais, especialmente o baterista, que havia largado o emprego. O acordo foi feito e em setembro de 1979 é lançado U2 Three (ou U23 ou ainda U2-3 como seria também conhecido). Sobre o disco, Hayden explica o processo e a histeria que ele causa nos fãs até hoje: "Eu jamais sonhei que aquele pequeno trabalho que realizei virasse um fato histórico. Como poderia imaginar que aquelas 1000 cópias numeradas do primeiro single de uma banda chamada U2 fosse virar um artigo de colecionador e tão disputado? Eu apenas estava contente por fazer algo tão diferente, tão criativo e por ser um fã deles desde o começo. Lembro de sentir uma grande excitação por fazer parte de todo o processo de criação do lançamento, mas nunca, nunca mesmo, esperava que eles virassem a maior banda de rock do mundo.” Hayden relembra de toda a aventura: "Nós combinamos com o Dave que ele tocaria as três canções em seu programa noturno, durante uma semana e que os fãs votariam em qual delas sairia no lado A. Foi uma jogada comercial brilhante para a CBS, porque nós promovíamos o grupo criando um single numerado, de uma banda que nunca havia lançado algo anteriormente. Além de ser algo totalmente inusitado, dava um charme todo especial. Era simplesmente parte de um plano em dizer que essa não era uma banda qualquer com um disco qualquer e sim o primeiro passo para criar uma identidade especial para o U2. A única situação parecida aconteceu quando os Beatles lançaram o The Beatles (também conhecido como White Album) numerados, mas não era em uma edição limitada”. Após uma semana de execução, os ouvintes acabaram escolhendo "Out of Control" como o lado A, e "Boy/Girl" e "Stories For Boys" no lado B. Para quem gosta de memorabilia, mais um dado: o U2 Three é o número 12-7951 do catálogo da gravadora. Desde o início, o single de 12 polegadas foi numerado com a clara idéia de tornar-se um item para colecionadores, o que de fato aconteceu. Para garantir uma maior identidade, Hayden, junto com alguns funcionários da CBS, cuidaram para que o disquinho chegasse às lojas. "Penso que fomos bem espertos usando com muita habilidade essa edição numerada. Doamos umas poucas cópias para as estações de rádio colocarem em concursos. Então, tentamos vender alguns números especiais para as lojas. Se a loja pegasse o exemplar 500, por exemplo, poderia ficar com 12 cópias. Se pegasse o número 999, ficaria com seis. E em dois dias todas as mil cópias foram vendidas. Sei que para os padrões americanos, é um número ínfimo, mas aqui na Irlanda era uma vendagem expressiva, ainda mais sendo um grupo novo e desconhecido e toda a operação foi considerada espetacular, embora alguns executivos da CBS tenham achado irrelevante o feito. Mas me senti bem quando vi que todo o plano original foi executado à perfeição”. Além de Chas de Whalley, o grupo também assinou a produção. O disco também saiu no formato de 7 polegadas. E tome mais memorabilia: a numeração do disco de 7 é UKTM No.B81 8091. Uma curiosidade é que o som do disco é o mesmo gravado na tal demo por Chas, o que significa algumas limitações sonoras. Mas o impacto foi grande e para personalizar ainda mais aparecia na capa a foto de um menino que ficaria famoso mais tarde emprestando seu rosto nas capas dos discos Boy e War: o garoto era Peter Rowen, irmão mais novo de Guggi, e que tinha o estranho apelido de Radar. Peter contava apenas com seis anos na ocasião. A idéia de incluí-lo na capa foi de Bono que considerava Radar “um menino esperto e inteligente”. A grande canção do disco é mesmo “Out of Control”, que Bono compôs no dia em que comemorou seus 18 anos. “Ela fala sobre a sensação que tive nesse dia e percebi que aos 18 anos eu não tinha nada a ver com as duas decisões mais importantes da minha vida – estar vivo ou morto”, explicou o cantor em uma entrevista à Hot Press, em 1979.

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...