Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

sábado, 30 de outubro de 2010

Conheça o recurso da 'Infinite Guitar', utilizada por The Edge em algumas gravações do U2

'Infinite Guitar' usa circuitos eletrônicos alimentados por uma bateria para ajudar na amplificação e para produzir efeitos de som.
É uma criação do produtor e músico canadense Michael Brook, que trabalhou com The Edge em 1986 na trilha sonora para o filme 'Captive'. Brook tem excelentes trabalhos na linha ambient/newage.
A 'Infinite Guitar' é constituída por um circuito eletrônico extra no braço da guitarra, que recebe o sinal de um captador de guitarra padrão. Quando ativado, a nota de um captador normal de guitarra é amplificada e realimentada na bobina de um outro captador, podendo ser utilizada assim ou tratada para criar novos sons ou imitar instrumentos tradicionais.

O efeito é uma resposta superior ao "E-bow", que faz mais ou menos a mesma coisa, mas requer que o guitarrista use uma de suas mãos para segurar o aparelho, e só pode ser usado em uma corda de cada vez. Com o sistema da 'Infinite Guitar' o guitarrista tem as duas mãos livres para tocar.
A guitarra infinita de Brook incorpora o que foi descrito como uma "caixa preta" que tem dentro uma placa de circuitos que age como um tipo de equalizador. O captador no braço é chamado "re-transmissor eletromagnético" e o que fica no corpo é um captador do tipo "duncan" que funciona como um condutor. Esses dois mandam o sinal das cordas de um para o outro para criar o efeito. Os captadores da 'Infinite Guitar' são aparelhos de alta impedância, que requerem algo como 100 volts para criar um campo magnético forte o suficiente para manter a corda vibrando.
O "braço escavado" do protótipo da guitarra infinita, mostra que a madeira entre os trastes foi retirada, criando um espaço vazio e concavo entre eles. Isso faz certos efeitos mais fáceis de se conseguir, como por exemplo a aplicação de vibrato em notas individuais dentro de um acorde.
Além de adicionar isso à seu próprio instrumento, baseado em uma réplica da Tokai Strat, Brook produziu duas 'Infinite Guitar', um dos quais pertence à Daniel Lanois. A outra pertence à The Edge, do U2, que ficou famoso usando o recurso na gravação de "With Or Without You", de 1987, no álbum The Joshua Tree. 
E também na canção 'Night And Day', em 1990.

Dizem que ele fez uma terceira guitarra, para Brian Eno.
Depois da invenção original de Brook, outros músicos produziram sistemas semelhantes e aperfeiçoados, um admitidamente inspirado na guitarra infinita original, e outra que se diz ter sido um desenvolvimento independente. A verdade é que a primeira patente americana de um "sustainer" foi outorgada em 1892, mas o aparelho só se tornou viável anos atrás.
Alan Hoover e Gary Osborne viram a guitarra de Brook de perto quando o U2 tocou em Indianápolis em 1986 e Dallas Schoo, o técnico de guitarra de The Edge, deixou-os tocar algumas notas nela depois do ensaio da tarde. Eles então construiram sua própria versão de um "sustainer" (sustenidor), patenteando os refinamentos que eles fizeram, mas não os princípos básicos, que eles consideram pertencer a Michael Brook. Um desses refinamentos foi a introdução de um condutor de baixa impedância, para que uma simples pilha seja capaz de ativá-lo. Floyd Rose patenteou um sustainer magnético em 1990, e afirma nunca ter ouvido falar do dispositivo de Brook antes. Outro sustainer no mercado hoje em dia é o da compania Fernandes, que é o que The Edge usa. Ele é alimentado por uma bateria alcalina de 9 volts, que certamente parece mais segura.
Do livro U2 By U2:
Edge: Eu recebi do Michael Brook um protótipo de uma guitarra Infinite. Ela chegou durante as sessões e veio com instruções bem detalhadas de como usá-la com toda a potência: uma corda colocada errada e tudo que você conseguiria seriam ruídos sujos de eletricidade. Esse pedaço de engrenagens teria falhado até mesmo nas regulagens básicas mais seguras. Quando nós a levamos para a estrada conosco, o meu pobre técnico de guitarra se eletrocutava regularmente. Era uma tecnologia bem simples, mas muito eficiente, e que me deu sustenidos infindáveis, como num violino. Eu tinha acabado de receber essa guitarra e estava tocando-a em uma sala enquanto o Gavin Friday e o Bono estavam na sala de controles escutando as gravações de ‘With Or Without You’. Nós realmente estávamos num impasse à procura do arranjo certo para essa música, e já estávamos a ponto de desistir. Então, através da porta aberta, eles escutaram o som da guitarra Infinite combinando com a bateria e o baixo e disseram: ‘É isso! Mas que merda é essa?’

Bono: O Edge estava em uma sala trabalhando na sua guitarra Infinite, que fazia sons fantasmagóricos assombrosos, enquanto que os acordes do baixo estavam sendo feitos em outra sala e eu os escutava trabalhando juntos. Nós então chamamos o Edge e começamos a gravar imediatamente.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Depeche Mode falou sobre a comparação com o U2

Em 2009, o Depeche Mode falou sobre comparações com o U2 para jornal Argentino durante passagem da banda por Buenos Aires. Confira um trecho da entrevista ao Sí!:

-Lí em algum lugar que "Depeche Mode é uma versão agnóstica do pop espiritual do U2". Estão de acordo com essa definição?

Martin Gore: Sim, creio que sim, ainda que a cada disco tenhamos mais sentimentos espirituais. De alguma maneira, soa mais pacífico, com mais alma, muito espiritual.

Andy Fletcher: Estou de acordo. Mas no U2 as coisas se confundem: às vezes é uma banda de rock que faz pop e às vezes é uma banda de pop que faz rock, entende?


Biografia - Depeche Mode:
O Depeche Mode surgiu em 1980, no condado britânico de Essex, como resultado de três bandas anteriores. A história começa no ano de 1976 com Vince Clarke e Andrew Fletcher. Os dois formam o No Romance In China, dupla que durou três anos. Clarke foi para sua segunda tentativa e juntou-se a Martin Gore para dar início ao French Look.
Depois de um tempo, o grupo se torna um trio com a entrada de Fletcher, e o nome muda para Composition of Sound. A banda passa a se chamar Depeche Mode, inspirado em uma revista francesa, apenas em 1980, quando David Gahan entra para a formação, comandando os vocais.


O grupo foi um dos pioneiros em relação ao uso de sintetizadores e samplers para compor a identidade sonora. Atualmente, é considerado referência na Música Eletrônica, apesar de muitas vezes ser classificado como do gênero Alternativo, devido ao som dramático e ao clima forte constantemente presente nas canções.
Na década de 80, o grupo começou a se apresentar em casas noturnas de Londres, tornando seu trabalho conhecido e conquistando admiradores. Foi neste momento que chamaram a atenção de uma gravadora e assinaram um contrato, em 1981.
Em consequência disto veio o primeiro single, gravado e lançado no mesmo ano, chamado “Dreaming of Me”. Juntando a repercussão do primeiro com o estrondoso sucesso do terceiro compacto lançado, “Just Can’t Get Enough”, o grupo conquistou uma vaga entre as dez músicas mais ouvidas do Reino Unido, resultando na gravação do primeiro álbum, “Speak and Spell”.


Ao final do mesmo ano, Clarke deixa a banda e é substituído por Martin Gore. Um ano depois, o grupo lança mais um single, “See You”, despontando nas listas das mais pedidas nas paradas musicas. Após o lançamento de mais dois singles, “The Meaning of Love” e “Leave in Silence”, a banda realiza a primeira turnê e grava o segundo disco, “A Broken Frame”.
Mais álbuns de sucesso foram lançados durante os anos que se seguiram, tornando cada vez mais forte a presença da melancolia em suas canções. O disco “Black Celebration”, de 1986, é um exemplo claro desta característica.
Quatro anos depois, eles lançam o trabalho “Violator”, trazendo algumas das principais músicas da carreira: “Enjoy the Silence”, “Policy of Truth” e “Personal Jesus”. O próximo álbum veio em 1993 e chamou-se “Song of Faith and Devotion”, seguido de uma gravação ao vivo com o mesmo nome.
O Depeche Mode conquistava o público e emplacava cada vez mais músicas nos tops musicais, era o topo da carreira, quando a banda perde Wilder, que deixou o grupo em 1995. Ainda nesta época, Gahan sofria com a dependência química, levando-o a uma tentativa de suicídio.

Após a saída de Wilder, o grupo passou a ser um trio, sem procurar um substituto. Quatro anos depois do último álbum, chega ao público “Ultra”, contando com os sucessos “Barrel of a Gun”, “Home”, “It’s No Good” e “Useless”. Em 2009, a banda lançou “Sounds of the Universe”, trazendo “Wrong” como primeiro single.




Fica a dúvida:

Seria Martin Gore do Depeche Mode, irmão de Adam Clayton do U2?

Cidade Dos Anjos - U2/Cinema

Em Los Angeles, uma dedicada cirurgiã (Meg Ryan) fica arrasada quando perde um paciente durante uma operação, no mesmo instante em que um anjo (Nicolas Cage), que estava na sala de cirurgia, começa a se sentir atraído por ela. Em pouco tempo ele fica apaixonado pela médica e resolve ficar visível para ela, a fim de poder encontrá-la frequentemente, o que acaba provocando entre os dois uma atração cada vez maior, apesar dela ter um sério relacionamento com um colega de profissão. O ser celestial não pode sentir calor, nem o vento no rosto, o gosto de uma fruta ou o toque da sua amada, assim ele cogita em deixar de ser um imortal para poder amar e ser amado intensamente.
"Asas do Desejo”, de Wim Wenders, serviu como inspiração para este filme.


A trilha sonora do filme, lançada pela Warner Bros Records em 31 de março de 1998, alcançou o número 1 na Billboard 200, onde permaneceu por três semanas não-consecutivas. Foi o sétimo álbum mais vendido de 1998 nos Estados Unidos e a trilha sonora com a segunda melhor vendagem (3,5 milhões de cópias vendidas), de acordo com a Nielsen SoundScan.
O U2 abre esta trilha com a versão single de "If God Will Send His Angels", que também toca no filme.
Uma versão do videoclipe do U2 para a canção (dirigido por Phil Joanou) foi reeditado especialmente para a divulgação da faixa para a trilha sonora, onde no vídeo foram inseridas cenas do filme.

O vídeo se passa em um restaurante. A tela é dividida horizontalmente, mostrando Bono na metade superior e a pessoa sentada à sua frente na metade inferior. A luz forte ilumina o rosto de cada pessoa (em contraste com o fundo). Como Bono canta a música, inúmeras pessoas diferentes se sentam em sua mesa, conversam um pouco e deixam o local (incluindo em um momento, os três outros membros da banda).
O vídeo foi filmado em uma velocidade mais lenta e uma mais acelerada, e assim, Bono teve que aprender a cantar a canção lentamente, a fim de sincronizar corretamente com a música. As outras pessoas no vídeo falaram e se moveram em velocidade regular, para depois aparecerem aceleradas no vídeo.


quinta-feira, 28 de outubro de 2010

With Or Without You - Tradução

Faixa do álbum 'The Joshua Tree', de 1987

See the stone set in your eyes
Vejo a pedra ajustada em seus olhos

See the thorn twist in your side
Vejo o espinho retorcido ao seu lado

I'll wait for you
Eu irei esperar por você

Sleight of hand and twist of fate
Truque de mão e desvio do destino

On a bed of nails she makes me wait
Em uma cama de pregos ela me faz esperar

And I wait....without you
E eu espero sem você
With or without you
Com ou sem você

With or without you
Com ou sem você
Through the storm we reach the shore
Através da tempestade nós alcançamos a praia

You give it all but I want more
Você dá tudo mas eu quero mais

And I'm waiting for you
E eu estou esperando por você
With or without you
Com ou sem você
With or without you
Com ou sem você

I can't live
Eu não posso viver
With or without you
Com ou sem você

And you give yourself away
E você se entrega

And you give yourself away
E você se entrega
And you give
E você se doa
And you give
E você se doa


And you give yourself away
E você se entrega
My hands are tied
Minhas mãos estão atadas
My body bruised, she's got me with
Meu corpo machucado, ela me tem assim

Nothing to win
Nada para ganhar
And nothing left to lose
E nada restou para perder
And you give yourself away
E você se entrega
And you give yourself away
E você se entrega
And you give
E você se doa
And you give
E você se doa
And you give yourself away
E você se entrega
With or without you
Com ou sem você

With or without you
Com ou sem você
I can't live
Eu não posso viver

With or without you
Com ou sem você


Observação: a letra de 'With Or Without You' traz uma divergência.
No encarte do álbum 'The Joshua Tree' e nos encartes das coletâneas oficiais do U2 em que a música se encontra presente, a letra oficial traz um linha que é 'On a bed of nails she MAKES me wait (em uma cama de pregos ela me FAZ esperar)'.
Mas ao ouvir a canção, a impressão que dá é que ele canta 'On a bed of nails she LOOKS me wait (em uma cama de pregos ela me OLHA esperar)'.


Biografia: Ali Hewson

Alison Stewart nasceu em 23 de março de 1961 em Dublin, tendo como pais Terry e Joy Stewart. Ela cresceu no lado norte da cidade e estudou na Mount Temple Comprehensive School, onde em seu primeiro dia de escola conseguiu a atenção de Paul Hewson. O casal começou a sair quando Ali tinha 15 e Bono (aquele Paul Hewson) tinha 16 anos. "Foi em novembro de 1975, eu entrei no U2 e comecei a sair com a Ali, então foi um mês marcante," lembrou Bono no 'Larry King Live' em 2002.
Casaram-se em 21 de agosto de 1982 numa cerimónia da Igreja Anglicana da Irlanda, na Igreja de All Saints, em Raheny, com Adam Clayton como padrinho. Tiveram quatro filhos. Ali também é uma reconhecida ativista social, assim como Bono.A música 'The Sweetest Thing' foi feita, nos anos 80, para Ali, como um pedido de desculpas por Bono não estar presente no aniversário dela.
Muitas outras letras de Bono são inspiradas na esposa. Em 1986, Bono e Ali partiram em uma viagem à Wello, Etiópia onde serviram como voluntários em orfanatos durante um período, lidando assim diretamente com o triste cenário do local. Até hoje o casal tem lembranças que os marcaram profundamente e certamente as levam consigo. Bono e Ali passam a véspera de Ano Novo em Sarajevo em 1995, na cidade que foi muito estragada por uma guerra étnica. Bono, Ali e o estilista Irlandês sediado em Nova Iorque Rogan Gregory criaram em 2005 a marca Edun, visando promover o comércio e incentivar o mundo da moda a fazer negócios com o continente.
A Edun produz camisetas e vestidos em algodão orgânico colhido por comunidades no Peru, Quênia e Uganda. A ideia da grife é permitir que essas comunidades troquem seus produtos por ajuda como forma de construir comunidades sustentáveis.
Desde 2009, a marca tem feito parte dos investimentos do grupo LVMH e mostra em sua campanha “Core Values”, da Louis Vuitton os charmosos clicks tirados na África por Annie Leibovitz.
Ela é também co-fundadora da Nude Skincare, uma companhia de comésticos naturais e produzidos com matéria orgânica.
Ali ainda é patrona da Chernobyl Children's Project International, entidade que tem como apoio a ONU (Organização das Nações Unidas) e que exerce um papel muito importante na vida das vítimas do acidente atômico em Chernobyl no ano de 1986.
Ela também participou de alguma manifestações ambientais junto com a ONG GreenPeace; como foi o caso do protesto à construção de uma usina nuclear na Irlanda.
O filme "Chernobyl Heart" de 2003, traz uma aparição da esposa de Bono.
Ali foi escolhida pela Forbes como uma das 30 modelos de maior inspiração feminina no mundo.


Segundo Bono, Ali foi a única mulher que o amou antes dele ser famoso.

Capítulo 32 - ZOO TV

Não há dúvidas: com a Zoo TV o mundo do rock mudou completamente. Mick Jagger disse que o U2 lançou todos em uma "Guerra das Estrelas", pois todos teriam que fazer algo mais gigantesco e grandioso. Não haveria mais espaços para palcos sem pirotecnias.
O grupo abriu o primeiro show dando um choque no público ao tocar quase todas as faixas de Achtung Baby primeiro, sem entrar nas antigas canções. O U2 queria que a platéia entrasse de cabeça no espírito das novas músicas e da concepção do espetáculo. Bono estava totalmente à vontade na pele de "The Fly" e Larry conta que foi meio estranho para eles e o público ver Bono de óculos, já que anteriormente ele fazia questão de encarar a audiência no olho. Mas agora Bono tinha um personagem para satisfazê-lo.
The Edge lembra que muitos acreditavam que Bono não voltaria depois dessa turnê, pois havia mergulhado fundo e ele estava adorando representar em um palco.
Paul McGuinness possui pontos conflitantes sobre a turnê: apesar do gigantismo - 157 shows e mais de US$ 155 milhões arrecadados - a Zoo TV quase não deu lucro devido aos seus altos custos também porque o U2 se recusou a fazer parceria com grandes corporações. "Eu, Frank Barsalona, Ian Flooks e Barbara Skydel imploramos pra banda pra poder aumentar U$5,00 no preço dos ingressos. Eu acho que o preço dos ingressos era U$25,00 e era muito barato. Eles eram muito sensíveis com relação ao preço dos ingressos, sensíveis até demais. Se nós tivéssemos colocado apenas mais alguns dólares nos ingressos, isso teria sido além de um sucesso criativo, um grande sucesso financeiro. Eu acho que esse foi um investimento no futuro, era o que nós sempre nos falávamos para nos sentirmos melhor em relação ao dinheiro."
A primeira parte da turnê durou 32 shows em 30 cidades, começando no dia 29 de fevereiro, em Lakeland e se encerrando no dia 23 de abril em Vancouver, no Canadá. O grupo havia tocando apenas em arenas cobertas e o público e banda estavam extasiados com o resultado. Larry disse que foi a turnê mais excitante que já realizou, pois pode experimentar vários recursos tecnológicos e também pelos resultados audiovisuais.
Enquanto a turnê rolava era lançado o single One.
O U2 começou a primeira parte da turnê européia em Paris, no dia 7 de maio, no mesmo mês em que era editado um novo single, Even Better than The Real Thing.
O público europeu ficou tão extasiado quanto o norte-americano e para abrir os shows convidaram a banda Fatima Mansions.
Quando o U2 voltou em agosto para a segunda parte da excursão norte-americana, em agosto, o espetáculo havia evoluído. Batizada de Outside Broadcast, o U2 começou a se aproximar da política de forma mais direta ao apoiar o futuro candidato Bill Clinton. Após ver uma montagem feita em cima de um discurso de George Bush, tendo "Will Rock You", como música incidental, resolveram usar isso como abertura dos shows.
Era a época também do envolvimento do grupo - especialmente Bono e Adam - com as supermodelos que iam sempre aos shows do grupo.
Nascia aí um rumor de que o cantor teria um romance com Christy Turlington, o que ele desmentiu: "nunca tive nada com ela por um motivo muito claro: depois que ela conheceu Ali, minha esposa, se tornou grande amiga dela.
Mas as pessoas inventavam qualquer coisa. Certa vez tiraram uma foto de nós dois juntos numa festa. O problema é que quando tiraram a foto, Ali estava ao meu lado, mas foi cuidadosamente limada na edição."
No entanto, Adam começaria um caso com Naomi Campbell.
Em agosto é a vez do compacto Who's Gonna Ride Your Wild Horses ser editado.
Bono e Bill Clinton começava uma amizade muito boa para o jovem governador do Arkansas, que se mostrava um homem carismático, simpático, aberto às novas idéias.
E no palco, Bono começava a incomodar a Casa Branca. Toda noite, Mirror Ball ligava para a casa do presidente George Bush numa tentativa, inútil, de falar com o homem mais poderoso da América. A mensagem que queria dizer era "veja mais televisão!". Bono jamais conseguia passar pela telefonista. Bono conta que existiam duas telefonistas e uma delas era bem mais simpática. Quando Bush perdeu a reeleição para Clinton, Mirror Ball conseguiu que ela anotasse um recado para o presidente: "Eu queria apenas dizer que eu não vou mais incomodá-lo de agora em diante. Eu vou incomodar o Bill Clinton agora..."
Bono também que inventaram um vídeo confessionário: "Toda noite, quando o público chegava, alguns deles ficavam em uma fila para entrar em uma cabine telefônica toda revestida com tecido de pele de leopardo e contavam os seus segredos mais profundos. Isso era randomicamente editado, os mais sublimes e ridículos eram cortados e mostrados nos telões antes dos shows. Havia pessoas que faziam declarações genuínas, de coisas que eles realmente tinham feito no passado, confissões de amor para alguém da platéia que não sabia desse sentimento, confissões de comportamentos abusivos, tomadas ocasionais dos decotes (apesar de nós tentarmos não colocar muito disso), alguns beijos. Isso era impressionante e tinha algumas coisas muito emocionantes. Um cara confessou pro seu irmão que ele tinha se envolvido em um acidente de carro provocado por excesso de bebida alcoólica, e que algumas pessoas ficaram feridas. Apesar de nós rirmos no Jerry Springer e desses filmes de confissões, havia algo positivo, um benefício psicológico em dizer alguma coisa em uma arena lotada de pessoas. De alguma forma fez isso tudo ser verdadeiro. Era incrível as coisas que saíam naquela pequena cabine telefônica, onde você tinha que ser o tanto honesto quanto intimidado você quisesse ser na frente de 20.000 pessoas que você não conhece."
Tais brincadeiras, no entanto, renderam alguns problemas e a Casa Branca chegou a enviar um bilhete de repúdio ao grupo insinuando que estavam desprezando o atual mandatário dos Estados Unidos, algo deselegante já que eram estrangeiros na América e estavam sendo bem tratados.
A turnê que começara no dia 7 de agosto, em Hershey, terminou em 25 de novembro na Cidade do México.
Como a nova perna da turnê só começava em maio de 1993, a banda resolveu que deveriam entrar em estúdio e gravar novas músicas para um EP........
agradecimento: www.beatrix.pro.br/mofo

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

The Edge no evento beneficente 'Angel Ball 2010'

The Edge esteve presente com sua esposa Morleigh e roubou a cena da festa subindo ao palco com a lenda do soul Sam Moore, para tocar “Standy Be Me” no evento beneficente 'Angel Ball', para a fundação 'Gabrielle's Angel'.
Outros artistas como Chris Tucker, Josh Groban, Shontelle e Ne-Yo também deram uma ‘canja’ para os convidados ilustres.
O evento acabou arrecadando um total de $3.4 milhões, sendo $160 mil originados por dois ingressos para a 360º Tour do U2- com passe livre no backstage - doados por Edge. Toda a verba será revertida para tratamentos de pessoas com câncer através da "Gabrielle's Angel Foundation".
Sian, a filha de Edge, teve leucemia e alguns shows da turnê Vertigo em 2006 precisaram ser adiados por conta disso. Hoje ela está curada.

agradecimento: U2BR

U2 dedicou canção à campanha 'Born HIV Free'

No último dia 5 de outubro, vários países ao redor do mundo renovaram o compromisso de apoiar financeiramente o Global Fund para o período 2011-2013. O objetivo principal é combater a transmissão do vírus HIV de mãe para filho, e erradica-la até 2015.
A campanha “Born HIV Free”, projeto apoiado pela primeira-dama francesa Carla Bruni.
"Born HIV Free" conta também com diversos artistas de renome internacional, como Amy Winehouse, U2, Paul McCartney e famosos das artes e da moda.
O Global Fund contra AIDS, Tuberculose e Malária é uma instituição internacional que financia "iniciativas para salvar vidas." Até hoje já foram gastos quase U$ 20 bilhões em mais de 144 países para lutar pela prevenção, tratamento e programas de apoio às 3 doenças.
A parceria entre governos, sociedade civil e iniciativa privada tem se mostrado bem sucedida e prova que esta nova abordagem pode ajudar a criar novos modelos de financiamento para saúde. Mundial. O fundo é responsável pelo financiamento de metade dos programas de tratamento contra o HIV e 2/3 das iniciativas contra tuberculose e malária em todo o mundo.
Os números de pacientes atualmente em tratamento também são impressionantes: 2,8 milhões de pessoas (AIDS), 7 milhões (tuberculose) e mais de 120 milhões de redes tratadas com inseticida contra o transmissor da Malária. A organização declara ter salvo mais de 5,7 milhões de vida desde o início de suas operações.
No dia 18 de setembro o U2 fez um show em Paris pela turnê mundial 360°, e a banda dedicou à última canção da noite, 'Moment Of Surrender', para a campanha.

Bono:
"Here's a night thought to leave you with: In 2015, we could live in a world where no kids are born with HIV. The first born AIDS-free generation of our lifetime, by 2015. That's a thought, right? Every day, 1000 mothers give birth to a child with HIV. And it doesn't have to be, so sign up to the ONE Campaign, choose RED, support your First Lady Carla Bruni-Sarkozy and the Global Fund. They're here tonight. This is for them. Thank you, you're our heroes.


O show no Nucleus - Raheny, Irlanda - Dezembro de 1977

Esta apresentação do 'The Hype' foi numa data indeterminada no final de dezembro de 1977, quando o grupo tinha seu 5° membro Dik Evans, irmão de The Edge. A banda ficou bêbada antes do show, levando à um desempenho bruto. Em determinado momento, Bono clamou por uma cover de 'Jumpin' Jack Flash' do Rolling Stones. Dik Evans mesclou as canções e tocou também 'Brown Sugar'. Não há detalhes das outras canções tocadas no show.

Setlist:
1.Brown Sugar (snippet) / Jumpin' Jack Flash




No livro U2 BY U2:

Edge: Tínhamos um espetáculo agendado no Nucleus, um pequeno clube em Raheny, mas tocamos tão mal na discoteca da escola que o DJ, que trabalhava no Nucleus, e que também era da Mount Temple, não nos chamou. Mas insistiu em nos ouvir. Tocamos para ele algumas músicas e, a muito custo, nos deixou atuar. Antes do espetáculo decidimos embebedar-nos, pois sabíamos que era o que se fazia quando se pertencia a uma banda rock. Por isso, além da forma terrível como tocávamos habitualmente, fomos indescritivelmente ruins e o som foi atroz. Ali estávamos nós, naquela cabana de escudeiros minúscula, e nem sequer tínhamos um sistema de som como deve ser. Gravamos o espetáculo e, uns dias depois, tornamos a ouvi-lo, sem querer acreditar no que estávamos ouvindo. O Bono parecia que estava rugindo e só se conseguia ouvir um barulho distorcido que parecia dos Stooges nos seus primórdios. Infelizmente, creio que estávamos tocando uma música dos Eagles. Foi nessa altura que o Bono anunciou ‘Jumping Jack Flash’ e o meu irmão começou a tocar ‘Brown Sugar’, misturando as músicas dos Stones. Foi, sem dúvida, um dos momentos mais fracos. Estávamos todos desafinados. Na gravação, se consegue ouvir o DJ dizendo-nos, no meio do concerto: “Vocês não param? Parem, por favor! As pessoas foram todas embora!” Ao ouvir a gravação do concerto, pensei pela primeira vez: “Meu Deus, não! Isto não vai dar resultado!” Éramos desesperadamente inconscientes. Havia um espetáculo que era um grande momento, mas depois os três seguintes eram uma porcaria.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

U2 In San Sebastian 1992 - Vídeo

ETB (TV Basca) com um especial sobre o concerto do U2 em San Sebastian, Espanha, pela turnê ZOOTV em 14 de maio de 1992, no Velodrome Anoeta.
Dublagem em espanhol.




Nova versão ao vivo de 'Mercy' será lançada oficialmente como 'A-Side' do novo EP do U2

O site de venda de discos 'The Ideal Copy' revelou novos detalhes sobre o novo EP do U2, 'Wide Awake In Europe' (US 12INCH).
Com lançamento previsto para 26 de novembro de 2011 apenas nos EUA, o EP em vinil de 12 polegadas de série limitada em 5000 cópias numeradas, trará 3 faixas gravadas durante a passagem da turnê 360° pela Europa.
O Lado A do EP será a nova versão da canção 'Mercy', gravada no concerto de Bruxelas em 21 de setembro de 2010. A canção será lançada oficialmente com esta versão ao vivo. Uma versão de estúdio da mesma ainda é desconhecida.
A primeira versão de estúdio da canção, de 2004; não foi lançada oficialmente pelo U2.
As outras duas faixas do EP farão parte do Lado B do disco, que são as canções I’ll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight (gravada em Dublin no dia 27 de julho de 2009) e Moment of Surrender (gravada em Paris no concerto do dia 18 de setembro de 2010).


Obs: A versão de I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight deste EP é a mesma versão já lançada no álbum de remixes 'Artificial Horizon', distribuido para membros do site oficial u2.com


Link: https://idealcopy.american-data.net/Merchant2/merchant.mvc?Screen=PROD&Product_Code=600753316191

East Link Bridge e Grand Canal Docks

'East Link Bridge' é uma ponte elevadiça que pode ser vista no vídeo de Pride (In The Name Of Love), a versão 1. Fica no final da cidade de Dublin, a última ponte sobre o Rio Liffey e junta-se ao Grand Canal Dock no lado sul com o The Point Depot no lado norte.

No 'Grand Canal Dock' em Dublin, o U2 fez diversas fotos. As fotos da capa e do encarte do álbum 'October' de 1981 foram tiradas lá, antes da construção do letreiro 'Grand Canal Docks'.

Já com o letreiro, a banda novamente tirou fotos promocionais lá para o encarte da coletânea "The Best of 1990-2000".

agradecimento: http://www.u2tour.de/


Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...