Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Larry Mullen: "ainda é muito divertido, gostamos de tocar juntos, gostamos um do outro, gostamos disso"


Durante a turnê 360°, Larry Mullen deu uma entrevista para a Jam! Showbiz. Ele falou sobre estar nos palcos com o U2 todo este tempo, e sobre os problemas que adquiriu ao tocar bateria:

"Não há outro lugar para ir. O que mais eu vou fazer? Não estou qualificado para fazer outra coisa. Faz muito tempo que faço isso. E não é sempre uma escolha fácil de fazer, deixando sua família, deixando seus amigos. É uma grande decisão. No entanto, estamos muito ansiosos para levar o barco o mais longe, tanto quanto possível. Nós sempre queremos ser melhores, e fazer mais. E eu acho que vem de quando éramos uma jovem banda de Dublin. Nós não éramos legais, nós éramos muito diferentes, em comparação com nossos contemporâneos na época, então nós sempre meio que nos sentimos um pouco como perdedores. E sei que parece muito absurdo agora, mas sempre nos sentimos um pouco assim. Então, quando vamos para o palco é o que nós queremos provar a nós mesmos todas as noites.
Ainda é muito divertido. Na verdade, gostamos de tocar juntos. Nós gostamos um do outro. Nós gostamos disso. Quero dizer que é sempre uma surpresa, porque você imagina que: ' bem, você vai se cansar disso e todo mundo vai seguir seus caminhos separados, e tudo vai simplesmente fracassar', e é sempre uma surpresa que isso não aconteceu (para nós), e que o valor e a força dessas relações é, de certa forma confirmada todas as noites, quando saímos e tocamos. E eu acho que para um monte de gente, quatro pessoas que estão juntas todo este período, andando no palco juntos é uma coisa muito poderosa para o seu público, mas também é enormemente poderoso para nós.
Não sou mais um cara novo. Eu estou fazendo tudo certo agora, mas ao longo dos anos devido à má postura, eu acabei me contundindo.
Eu toco desde os nove anos, um baterista de rua. Eu não aprendi da maneira correta e então eu fiz todas as coisas erradas, e eu certamente não esperava estar tocando 25, 30 anos depois. Eu pensei que isso terminaria depois de um certo período de tempo e eu seguiria com minha vida. Assim, continuar fazendo isso, as batidas, e fazendo de maneira errada, realmente teve um efeito. Agora eu encontrei um fisioterapeuta. No palco eu uso um emplastro na parte de trás do meu pescoço só para segurar meu pescoço para cima, que é algo que eu nunca fiz antes, eu sempre me inclinei para a frente. Então ele me força a colocar o corpo um pouco para trás, e isso fez uma enorme diferença. Me sinto muito melhor. Estou realmente gostando."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...