Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Trabalhando em Londres na canção "Stand Up Comedy"


Londres, início de Dezembro de 2008

O álbum que o U2 está gravando tem um título, 'No Line On The Horizon'."Esta é definitivamente a última semana de gravação", diz Adam Clayton, que está vagando pelo corredor do estúdio. "Mas na semana passada também era definitivamente a última semana de gravação, e na semana anterior também."
Escada abaixo, em uma sala adjacente ao grande estúdio com painéis de madeira em que os Rolling Stones gravaram "Sympathy For The Devil", Bono, The Edge e Steve Lillywhite estão trabalhando em um único verso de uma canção chamada "Stand Up Comedy". Eles têm trabalhado no verso por horas, a canção que existe há 16 meses, desde Fez no Marrocos, na verdade, quando era chamada "For Your Love "- mas algo ainda não está certo. Lillywhite, um homem possuído de reservas aparentemente infinitas de efervescência, está debruçado sobre uma mesa grande mesa de mixagem, fazendo o que quer que seja que os produtores fazem com níveis de som, texturas, equalizadores.
"Ok, vamos tentar mais uma vez", diz ele, girando em torno de sua cadeira e sinalizando para Bono, que se levanta e chega a um microfone sem fio. Lillywhite aperta um interruptor no console e um riff de guitarra trovejante explode através dos alto-falantes do estúdio. "Stand up, step out on the wire..." canta Bono, seu rosto contorcido com paixão ou, talvez, pura frustração.
Lillywhite corta a música e, em segundos, reproduz o take. Bono balança a cabeça como a reprodução saindo dos alto-falantes. "O irritante Bono acabou de erguer a cabeça", diz ele, buscando uma garrafa de água. Os outros dois riem. "Ele estava definitivamente pairando", diz The Edge.
Algo acontece na sala, um indefinível, mas palpável, diminuindo a tensão. Ainda rindo, Lillywhite corta novamente o backing track, e Bono se levanta para dar tudo o que ele tem mais uma vez. Parece que ele conseguiu. "Isso foi mágico, Bono. Está feito!", diz Lillywhite, olhando aliviado. Ele reproduz o take. Bono olha para Edge. Há um longo momento de silêncio. "Eu não tenho certeza", diz The Edge, em silêncio. "Eu não tenho certeza. Soa bem, mas não parece correto."
"Pode ser frustrante às vezes quando eles de vez em quando pegam uma canção e a trabalham no solo, e em seguida voltam a trabalhar para dar vida à ela novamente", diz Brian Eno. "Isso é o que aconteceu com "Stand Up Comedy". Eu estava pensando outro dia que The Edge provavelmente já ouviu essa música mais vezes do que até mesmo o fã mais dedicado do U2 nunca irá ouvir."
Canções, e personagens, ainda sobrevivem dos dias de gravações em Dublin, mas nos últimos dias frenéticos de gravação o arco narrativo do álbum já foi descartado, junto com outras duas canções, "Winter" e "Every Breaking Wave".
"Foi doloroso para mim de uma maneira, de deixar escapar a ideia original", diz Bono. "Mas até então, eu estava sendo assediado por todos os lados por todos. A coisa é, nós saímos do punk rock. Nunca iríamos fazer um álbum conceitual. Nós nunca iríamos fazer a coisa rock PROG e deixar o enredo ficar no caminho das músicas."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...