Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

domingo, 12 de novembro de 2017

The Edge fala sobre a capa de 'Songs Of Experience' e revela que o U2 pode fazer shows em lugares abertos na nova turnê


The Edge e Adam Clayton falaram com os repórteres antes da apresentação do U2 na Trafalgar Square em Londres.
Edge disse: "É ótimo ser convidado para um evento onde a idade média do público é muito mais nova do que a nossa".
Em um assunto mais delicado, Edge disse que entende a raiva das pessoas (ao comentar do Paradise Paper), que é algo complexo, mas defendeu Bono e disse que o sistema precisa mudar. "Nós entendemos por que as pessoas estão bravas com o sistema como está, definitivamente precisa de uma revisão. É complexo, não é como se uma nação pudesse fazê-lo por conta própria ... infelizmente, há muitas imprecisões no que foi inicialmente relatado e neste momento há advogados envolvidos, então vamos ver no que vai dar".
O guitarrista estava usando um emblema de flor de papoula vermelha na lapela para marcar o Dia do Armistício na Grã-Bretanha.
Em seguida ele falou sobre o disco 'Songs Of Experience': "Trabalhamos arduamente no álbum para ter a certeza de que as músicas ficassem boas quanto possível. As letras refletem onde estamos. Foi um empreendimento gigantesco, mas estamos muito felizes com ele."
Edge falou sobre sua filha estar na capa do álbum com o filho de Bono: "As capas são difíceis. Tematicamente, é muito pessoal e política, interna e universal. É muito difícil encontrar uma imagem, então dissemos: vamos pegá-la de nós como uma banda. Algum tipo de capa icônica simples. O sentido da vida apenas começando, dois adolescentes."
Ele continuou: "Eu acho que através da nossa carreira sempre usamos amigos ou outros assumirão esse papel icônico e simbólico."
Ele prometeu que a banda fará shows na Irlanda com a nova turnê: "Definitivamente estaremos voltando para casa. Estamos olhando para diferentes locais e ponderando todas as nossas opções. A produção é um pouco grande, mas definitivamente será vista na Irlanda".
Perguntado se ele não poderia utilizar o Pairc Ui Chaoimh em Cork, ele respondeu: "Estaremos iniciando a turnê em lugares fechados, de maneira que isso nos restringe. Mas quem sabe? Nós poderíamos levá-la ao ar livre em algum ponto e isso abriria portas para nós e isso seria fantástico".
Edge também foi questionado sobre a experiência de mortalidade de Bono, que ambos já comentaram sem dar nenhum detalhe. E o guitarrista disse: "Bono falou sobre uma experiência com a mortalidade. Não quero entrar em detalhes sobre isso. Foi um susto muito grave que ele teve e afetou a maneira como ele estava escrevendo para este disco. Muitas de suas músicas acabaram por serem cartas sobre as pessoas que mais lhe importam. Então, seus filhos, os fãs do U2, Ali, obviamente. E muito foi direcionado para a América e a situação atual que estamos encontrando globalmente. Ele se encontrou pensando: 'se esta é a última música que vou escrever, o que eu quero dizer?'".
The Edge também falou sobre o sentimento anti Trump em algumas músicas. "Nós sentimos que ignorá-lo seria estranho - estas são as coisas sobre as quais nos preocupamos profundamente. Obviamente, a democracia, às vezes, levanta resultados surpreendentes. E você deve respeitar o resultado quando ele for para você, assim como contra você. Em termos de valores e ideais, diferimos tão fundamentalmente sobre o que o presidente Trump está propondo. É política de medo do tipo mais cínico."
Edge admitiu estar cansado, mas empolgado. "Minha cabeça está rodando, porque temos feito muitas coisas, viajando bastante, todas as coisas boas, mas há muitas coisas acontecendo. Nós saímos da América do Sul, fomos para Los Angeles por um tempo, e agora estamos aqui em Londres. Nós terminamos a 'The Joshua Tree Tour', que foi uma experiência maravilhosa para o novo álbum."
Sobre o caso de assédio de Weinstein e as outras revelações de Hollywood nos últimos tempos, ele respondeu: "Sou incomum, vejo a maioria das coisas de uma maneira muito positiva. O movimento Black Lives Matter, todas essas revelações sobre o assédio sexual que estão estourando. A brutalidade policial sendo exposta. Isso, para mim, é parte de um progresso. Até este ponto, tudo isso foi encoberto. Foi escondido sem ninguém para encará-lo ou aceitá-lo. Essa agora é a parte de ter que lidar com essas coisas. E espero que estes sejam momentos decisivos".
Adam disse que ele está adorando os deveres de pai com seu novo bebê nascido no início deste ano, mas que ele deixou sua esposa Mariana de Carvalho e sua filha Alba em casa.
"Na estrada não há lugar para uma criança, eles ficaram em casa em segurança", disse ele.
Perguntado se ele está passando por noites sem dormir com a recém nascida, Adam brincou: "Não é tão ruim, nós temos ajuda".
Falando ao Irish Mirror, ele disse: "Eu fui pai tarde. Mas eu recomendo."


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...